/Tasso anuncia apoio a Roberto Cláudio, Solidariedade abandona Wagner e vai apoiar Elmano

Tasso anuncia apoio a Roberto Cláudio, Solidariedade abandona Wagner e vai apoiar Elmano

Compartilhe!

A corrida por tempo de rádio e TV nas eleições deste ano, continua agitando os bastidores da política cearense. O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) anunciou que o partido irá apoiar a candidatura de Roberto Cláudio (PDT) ao Governo do Ceará. Por outro lado, O solidariedade que já havia anunciado apoio a pré-candidatura de Capitão Wagner (União Brasil), comunicou em Nota que o cenário político mudou “drasticamente” e agora vai apoiar Elmano de Freitas (PT).

Tasso disse em Nota: “com esse espírito e em coerência com o nosso legado de realizações decidimos unir forças com Roberto Cláudio como candidato ao Governo do Estado, por reconhecermos nele a competência, a experiência administrativa e o compromisso com esses ideais”, escreveu o senador ao declarar apoio ao ex-prefeito de Fortaleza.

Confira a Nota do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE):

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e texto

No contra ponto da corrida eleitoral no Ceará, o Solidariedade que já era dado como certo no arco de aliança do União Brasil com Capitão Wagner, resolveu mudar de posição, aderindo agora a candidatura de Elmano de Freitas para o Governo e Camilo Santana para o Senado.

A nota é assinada pelo Secretário-Geral Nacional e presidente do Solidariedade (CE), Luiz Antônio Adriano da Silva:

“O cenário eleitoral no Estado do Ceará mudou drasticamente nos últimos dias.
A candidatura dos companheiros Camilo Santana e Elmano Freitas, permite um verdadeiro alinhamento com o palanque nacional do Presidente Lula.

Surge uma composição alinhada com os princípios que norteiam nosso partido: o combate às desigualdades, à pobreza e à miséria e de luta por políticas públicas que promovam a dignidade humana.

O Solidariedade (CE) a partir de hoje se engaja de corpo e alma na luta com Lula, Camilo e Elmano para garantir nosso Estado do Ceará no rumo certo.

Luiz Antônio Adriano da Silva
Secretário-Geral Nacional e presidente do Solidariedade (CE)”

Com a mudança, Wagner perde um partido importante de seu arco de aliança, ficando agora com: Avante, Pros, PTB, União Brasil e PL.

Já Elmano assume a liderança no número de partidos aliados, com seis legendas: PT, MDB, PP, PCdoB, PV e Solidariedade.

EM TEMPO 

Essa semana ainda será cheia de emoções, aguardemos as movimentações partidárias das principais legendas, bem como os primeiros levantamentos de pesquisas para avaliarmos a tendência do eleitor.

 

 

 


Compartilhe!

Comente com Facebook