/Mais de 18 mil famílias podem ser excluídas do Auxílio Brasil no Ceará

Mais de 18 mil famílias podem ser excluídas do Auxílio Brasil no Ceará

Compartilhe!

O programa Auxílio Brasil do Governo Federal, antigo Bolsa Família, pode deixar 18.190 famílias excluídas da política de assistência com a migração para o novo programa.  dados do Ministério da Cidadania revelam que 18.190 famílias do Ceará foram excluídas da política de assistência com a migração para o novo programa.

O cruzamento de dados do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e do Ministério da Cidadania revelam que 1.112.778 famílias cearenses recebiam o Bolsa Família em outubro deste ano, na substituição pelo Auxílio Brasil, um número menor (1.094.588) entrou na folha de pagamento conforme quantidade revelada deste primeiro dia de pagamento do novo benefício, que iniciou nesta quarta (17/11).

Uma reportagem do Jornal O Povo revela que o número de beneficiários dos programas sociais é “flutuante” em virtude da constante atualização da base de dados com a inclusão e exclusão de pessoas na folha de pagamento do (CadÚnico). Mas a variação entre os meses de outubro e novembro deste ano durante a transição dos programas é a maior registrada nos últimos 28 meses.

Oficialmente, o Ministério da Cidadania afirma que o pagamento médio do Auxílio Brasil é de R$ 224,41 com reajuste de 17,84% em relação ao Bolsa Família. Porém é 15,11% menor que os R$ 250 pagos em outubro de auxílio emergencial às famílias e 45% menor que os R$ 400 prometidos pelo presidente Jair Bolsonaro.

Os novos critérios e muitas incertezas ainda pairam sobre a vida dos beneficiários, mesmo quem migrou automaticamente para o novo programa social relata dificuldades no recebimento e surpresa ao constatar um valor menor do que o usual.

No entanto, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou na terça-feira (16/11), que a partir do próximo mês, o sistema de revisão mensal entrará em funcionamento e irá atualizar a lista de pagamento do Auxílio Brasil a cada 30 dias, podendo incluir novos beneficiários no pagamento do benefício e corrigindo erros.


Compartilhe!

Comente com Facebook