/Tasso diz que não vai concorrer a reeleição: “tem uma hora que a gente tem que parar”

Tasso diz que não vai concorrer a reeleição: “tem uma hora que a gente tem que parar”

O senador e ex-governador do Ceará Tasso Jereissati (PSDB-CE) admitiu pela primeira vez, nesta terça-feira (14/09) que não tem interesse em disputar a reeleição para o Senado Federal nas eleições de 2022. “Não vou disputar. Estou com 72 anos, quero ficar com minha família, com meus netos. Tem uma hora que a gente tem que parar”, disse o tucano à coluna do jornalista Igor Gadelha, do Metrópoles.

Tasso já vinha dando sinais de que não disputará as prévias internas do partido para escolha do candidato a presidência da República do PSDB, provavelmente deve mesmo mesmo apoiar o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).

Tasso foi governador por três vezes do Ceará e mudou o perfil do Estado no País, criou uma nova imagem do povo cearense e aos poucos colocou o Estado numa vitrine turística nacional. Tasso abandou a imagem do coitadíssimo para transformar o Ceará em um ente federado respeitado. Nos dois mandatos de senador, sempre adotou uma postura de independência, dentro e fora do partido. Tasso teve o nome cotado por várias vezes para disputar a presidência da República pelo perfil ético e moral conquistado por seus atos e atitudes ao longo da vida pública.

O senador é sem dúvida um dos grandes quadros do Congresso que deixa a política em 2022. Outro tucano que não deve disputar reeleição ao Senado é José Serra (PSDB-SP). Em agosto, ele tirou licença da Casa por quarto meses, após ser diagnosticado com Parkinson.

 

Comente com Facebook