/CPI da Covid entra em nova fase de investigação e mira na compra da Covaxim

CPI da Covid entra em nova fase de investigação e mira na compra da Covaxim

A cúpula da CPI da Covid-19 entra em nova fase de investigação e aponta suspeitas contra o governo envolvendo a compra da vacina indiana Covaxin,  abrindo um novo e promissor caminho de investigação, que pode levar à responsabilização do presidente Jair Bolsonaro.

Anova fase de investigações foi aberta nesta semana, após o surgimento de indícios de pressão no Ministério da Saúde para beneficiar uma empresa, a Precisa.

O caso em torno das suspeitas teve o teor divulgado no depoimento do servidor Luís Ricardo Miranda, do Ministério da Saúde.

Ele disse em oitiva no Ministério Público Federal que recebeu uma pressão “atípica” para agilizar a liberação da vacina indiana, desenvolvida pelo laboratório Bharat Biotech.​

O irmão do servidor, o deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) também disse que o presidente Bolsonaro foi alertado a respeito das suspeitas de irregularidades e recebeu documentos sobre isso.

A revelação veio a se somar às suspeitas da comissão de que o governo havia atuado no exterior em benefício da Precisa Medicamentos, intermediária na negociação da Covaxin. Isso porque o contrato foi fechado em tempo recorde, quando comparado com as negociações com a Pfizer e o Instituto Butantan. A vacina indiana ainda tem o preço mais alto de todas as contratadas pelo governo federal, com valor de R$ 80 por dose./FSP

Comente com Facebook