/Governo do Ceará solicita 1,4 milhão de doses da vacina da Pfizer

Governo do Ceará solicita 1,4 milhão de doses da vacina da Pfizer

O Governo do Ceará requisitou 1,4 milhão de doses do imunizante contra a Covid-19 às farmacêuticas americana Pfizer e alemã BioNTech.

A informação foi confirmada pelo titular da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), Dr. Cabeto, que não deu maiores detalhes quanto a requisição, contudo, resaltou que o Estado tem tecnologia adequada para armazenar a vacina que requer temperaturas baixíssimas (- 70 °C e – 80 °C). As demais vacinas já cogitadas pelo Ceará não requerem temperaturas tão elvadas, é o caso da AstraZeneca e da Coronavac, ambas requerem temperaturas de armazenamento entre 2 °C a 8 °C.

Dr. Cabeto destaca que o armazenamento só é possível por conta de uma parceria com a Universidade Federal do Ceará, que tem capacidade para estocagem a menos 70 graus. Para estocar a vacina da Pfizer que inclui uma logística muito mais complexa”.

No plano de vacinação consta que houve visitas aos ultra refrigeradores da UFC “para possível armazenamento da vacina Pfizer”. No documento, também há a informação que devido à dificuldade em manter uma cadeia de frio homogênea em todo o Estado, a orientação, caso a substância da Pfizer seja disponibilizada, é que ela seja aplicada em Fortaleza e nas cidades da Região Metropolitana, por conta do armazenamento.

O secretário disse ainda que com a produção que está negociada com a Fiocruz (vacina da AstraZeneca) e com o Butantan (Coronavac), o Ceará tem “uma previsão de completar essas 1.740.000 vacinações, ou seja, o dobro disso de doses, até o final de julho”.

O governador Camilo Santana falou sobre os avanços no processo de vacinação no Estado e escreveu em suas redes socias: “Seguimos realizando todas as medidas necessárias para garantir que a vacinação ocorra de forma rápida e segura no Ceará. O Governo do Estado já adquiriu oito milhões de seringas e agulhas, além de 147 câmaras refrigeradoras para armazenar as vacinas nos municípios. Além disso, temos parceria com a Universidade Federal do Ceará, que dispõe de oito freezers de alta potência para armazenamento a 70 graus negativos. Durante a semana mantive contatos permanentes com o Ministério da Saúde, por meio do ministro Eduardo Pazuelo; com o Instituto Butantan, através do governador João Dória; e com a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, para reafirmar a parceria com o Ceará na aquisição das vacinas e acelerar esse processo de imunização da nossa população. Estamos firmes na luta para salvar vidas e proteger os cearenses!” Enfatiza o governador.

(Com informações DN)

Comente com Facebook