/Fim do convênio entre lotéricas e Banco do Brasil vai prejudicar população de municípios pequenos

Fim do convênio entre lotéricas e Banco do Brasil vai prejudicar população de municípios pequenos

Nesta Segunda-feira (21/12) representantes do sindicato das Empresas Lotéricas do Ceará (SINDILOCE) estiveram em Sobral participando de uma reunião com o deputado federal Moses Rodrigues (MDB_CE) para tratar sobre o cancelamento do convênio entre o Banco do Brasil e as casas lotéricas em todo o País. A reunião contou com as presenças do presidente da SINDILOCE, Custódio Albano e do diretor do sindicato, Alan Ribeiro.

Durante audiência com o parlamentar foram apresentados dados justificando os prejuízos causados à população com o fim do convênio. Dados mostram que mais de 40% das cidades brasileiras não possuem agências bancárias. O estudo ainda aponta que nos últimos seis anos, 2.414 agências bancárias tiveram suas atividades encerradas.

Moses Rodrigues lamentou o cancelamento do convênio, justificando que as casas lotéricas em muitas cidades brasileiras é o único correspondente bancário e que tem uma grande importância social para aposentados e pensionistas que utilizam os serviços das lotéricas para sacar seus benefícios.

O deputado federal ainda se comprometeu com a categoria para articular uma reunião com o Governo Federal ainda este ano para tentar encontrar uma solução para o problema.

O convênio entre Banco do Brasil e casas lotéricas teve duração de 10 anos e foi cancelado em novembro.

 

 

Comente com Facebook