/Frutas têm baixa de preços no Ceará, mas produtos da cesta básica disparam

Frutas têm baixa de preços no Ceará, mas produtos da cesta básica disparam

Na Central Estadual de Abastecimento (Ceasa) a queda de preço de alguns alimentos, como a manga, banana, maracujá, abacaxi e melancia são destaque. Por outro lado, a maioria dos alimentos da cesta básica apresentou aumento. As informações são de quinta-feira (22/10).

Das frutas que ficaram mais acessíveis ao consumidor, são destaque a melancia, com uma diminuição de 16,67%.  De acordo com Odálio Girão, analista de mercado da Ceasa, essa queda é resultado da boa colheita no Vale do São Francisco e litoral Leste do Ceará e em Acaraú. O abacaxi pérola teve uma queda de 17,86%. Já a tangerina apresentou disparo de 26,32% nos preços, e a uva de 27,27%. O tomate contou com um aumento de 130% e está custando R$ 6 o quilo.

A surpresa ficou com os alimentos pertencentes à cesta básica. A maior variação de preço foi na farinha amarela/branca, com o aumento de 25%, passando de R$2,40 para R$3,00. O arroz parboilizado também teve aumento significativo, de 8,70%, passando de R$4,60 para R$5,00. Sobre o aumento do cereal, Odálio Girão explica que o produto está sendo muito exportado, o que impacta a oferta local. “O Brasil tem uma produção baixa de arroz, sendo mais no Rio Grande do Sul. E está sendo exportado para países da América Latina, como Colômbia, Peru, Venezuela. Nosso potencial de arroz ainda não é suficiente para manter o mercado bem abastecido”, avaliou.

No setor de carne e lacticínios da cesta básica, o crescimento mais sensível ficou com o frango, custando de R$7,00, para R$7,50; e na manteiga, que de R$33,00 passou para R$38,00. “Os insumos para manter os animais está mais caro. A ração animal é comprada em dólar, e como essa moeda está em alta, isso impacta em preços elevados do produto final, afirma Odálio Girão.

(Cominformações/OPovo)

Comente com Facebook