/Funceme completa hoje 48 anos de fundação

Funceme completa hoje 48 anos de fundação

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) completa 48 anos de fundação nesta sexta-feira (18/09). O órgão estadual foi criado com o propósito de encontrar saídas para as severas secas que assolavam o Ceará, e iniciou suas atividades em 18 de setembro de 1972, sob o nome de Fundação Cearense de Meteorologia e Chuvas Artificiais.

Ao longo de 48 anos de história, a Funceme ganhou reconhecimento nacional pelos trabalhos desenvolvidos principalmente no âmbito da pesquisa e desenvolvimento em meteorologia, recursos hídricos e meio ambiente. Com o nome modificado para Fundação Cearense de Meteorologia, integrou-se à Secretaria dos Recursos Hídricos do Ceará (SRH) em 1987.

A Funceme é alvo frequente de brincadeiras por supostos erros de previsão. Será que isso procede? A primeira coisa a esclarecer é que a Funceme trabalha com prognósticos, probabilidades que podem se confirmar ou não. Há sempre uma possibilidade calculada de o cenário se mostrar outro. Ainda assim, nos últimos oito anos, o prognóstico para as quadras chuvosas no Ceará apontados como mais prováveis pela Funceme se confirmaram sempre.

As ações desenvolvidas pelo do órgão estadual compreendem desde a estruturação de um robusto sistema de previsão sazonal de clima; e a avaliação dos impactos da variabilidade climática nos setores de recursos hídricos e agricultura; até a construção de planos de contingência de secas para os reservatórios, e atividades de monitoramento de eventos extremos na escala de tempo ou cheias e de clima ou secas; entre outras iniciativas.

A população pode conferir as informações geradas pelas pesquisas e tecnologias desenvolvidas pela Funceme, por meio de aplicativos gratuitos como o Funceme Tempo, Monitor de Secas do Nordeste, Funceme Marés, Portal Hidrológico, entre outros, disponíveis no site oficial do órgão. [LINKAR] http://www.funceme.br/ A partir dessas plataformas, é possível acompanhar previsões, registros de chuvas e a situação dos reservatórios do Estado, por exemplo.

(Cominformações/OPovo)

Comente com Facebook