/Solenidade do Governo é adiada após morte da secretária-executiva de Planejamento da Educação do Ceará

Solenidade do Governo é adiada após morte da secretária-executiva de Planejamento da Educação do Ceará

Em respeito à morte da secretária-executiva de Planejamento e Gestão Interna da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc), Rita de Cássia Tavares Colares, a solenidade de anúncio de investimentos na área de saneamento básico e esgotamento foi adiado. Previsto para acontecer na manhã desta quarta-feira, a live nas redes sociais contaria com a presença do governador Camilo Santana (PT), que assinaria também as ordens de serviço para a área de saneamento básico, beneficiando cerca de 380 mil pessoas nos municípios de Fortaleza, Aquiraz, Barbalha, Pacoti, Beberibe e São Gonçalo do Amarante.

Graduada em Ciências Econômicas da Universidade Federal do Ceará(UFC), ela atuava desde 2001 no setor público e, na Secretaria da Educação, a partir de 2007, na Assessoria Executiva da Pasta. Ela foi vítima de infarto fulminante, segundo fontes oficiais. Camilo se manifestou em suas redes sociais e escreveu “Rita era uma grande entusiasta e grande lutadora pela educação do nosso Ceará. Uma grande perda. Minha solidariedade à família e amigos”.

A vice-governadora do Estado, Izolda Cela, também escreveu sobre a morte inesperada de Rita, agradecendo pelo trabalho e desejando paz para ela e à família. “Nosso time sofre uma perda irreparável! Querida Rita Colares partiu sem aviso prévio. Anos de competente trabalho, dedicação à causa, lealdade às pessoas, seriedade no trato da administração pública, amizade”.

A Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) publicou nota lamentando profundamente a perda da secretária executiva. “Reconhecida por sua competência, responsabilidade e profissionalismo, era uma mulher forte, dedicada à família e serena no seu dia a dia”, afirma nota.

“Rita tinha uma trajetória consolidada no serviço público, com anos de serviços prestados à Educação. Com olhar sensível, sempre esteve focada na concretização de políticas públicas para garantir um presente mais digno e um futuro próspero a todos os cidadãos”, termina o texto.

Ainda não há previsão para o acontecimento da solenidade.

(Cominformações/OPovo)

Comente com Facebook