/Direção nacional do PSL quer o mandato do deputado estadual André Fernandes

Direção nacional do PSL quer o mandato do deputado estadual André Fernandes

Enfrentando problemas na Assembleia Legislativa do Ceará em processo por quebra de decoro parlamentar, em que pode ser suspenso por 30 dias das atividades parlamentares, o deputado estadual André Fernandes vai ter que enfrentar mais um processo contra seu mandato.

O PSL nacional deu entrada no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) em ação judicial que pede a perda de cargo eletivo por desfiliação partidária contra André Fernandes. Um dos processos foi aberto pela direção nacional do Partido Social Liberal (PSL) e pelo presidente nacional, Luciano Bivar, a outra ação por um dos suplentes da coligação, Júlio Rocha Aquino Júnior. Nos dois casos, a argumentação é de que o parlamentar não teria apresentado justificativas para se desfiliar do partido pelo qual foi eleito em 2018, com mais de 109 mil votos. André foi o deputado estadual mais votado daquela eleição no Ceará.

André Fernandes saiu da agremiação alegando um acordo com a direção estadual do partido, comandada pelo deputado federal Heitor Freire (PSL-CE). A própria ação revela que o “acordo” de desfiliação foi comunicado ao juízo da 85ª Zona Eleitoral de Fortaleza. Entretanto, o comando nacional argumenta que o documento firmado entre as partes não traz a justificativa para a desfiliação, por essa razão reivindica o mandato partidário na Justiça Eleitoral.

 

Comente com Facebook