/Camilo diz que retorno às aulas no Ceará podem manter as duas modalidades, remoto e presencial

Camilo diz que retorno às aulas no Ceará podem manter as duas modalidades, remoto e presencial

No sábado, 1º de agosto, o Governador Camilo Santana ao lado do prefeito Roberto Cláudio destacou que o retorno as aulas no Ceará deveriam ocorrer a partir de setembro. Em sua fala, nesta segunda (03/07) Camilo enfatizou que a orientação de manter as duas modalidades de ensino, remota e presencial, foi pautada por análises científicas e pareceres do comitê técnico e científico de enfrentamento à pandemia de coronavírus do governo estadual.

O gestor destacou ainda um comparativo com outras cidades ao redor do mundo, pontuando que o retorno de certas atividades deve ser debatido com muita cautela, tendo em vista a natureza de aglomeração de alguns setores, como o de ensino, e o risco inerente à saúde.

Camilo também destacou  que os diálogos sobre o retorno do ano letivo deverão envolver representantes de todos as partes envolvidas. A previsão do governador é de que encontros para debater o tema ocorram durante todo o mês de agosto. As medidas, segundo ele, precisam ser analisadas com “precaução e com muita responsabilidade”.

O intuito é assegurar que o retorno seja seguro para as famílias, os alunos e principalmente para as crianças, como frisou ao encerrar a parte do anúncio sobre o tema. “Eu prefiro pecar pelo excesso do que pela omissão”, destacou.

A titular da pasta da Secretaria de Educação do Estado, Eliana Estrela ressaltou que o retorno presencial será avaliado pela comunidade eswcolar. “Antes de ser colocado em prática, o Plano de Retomada das Atividades Presenciais será submetido à avaliação da comunidade escolar, a partir da formação de comitês regionais e escolares, de forma que os atores envolvidos participem efetivamente do processo e que o plano atenda a realidade das escolas e da comunidade escolar”.

Comente com Facebook