/Pré-candidatos do PDT abrem o debate sobre a “Fortaleza do Futuro”

Pré-candidatos do PDT abrem o debate sobre a “Fortaleza do Futuro”

Na noite desta quarta-feira (22/07), em “Live” nas redes sociais mediada pela vice-governadora Izolda Cela, com os pré-candidatos do PDT a prefeitura de Fortaleza, os cinco nomes apresentados pela sigla, Ferruccio Feitosa, Idilvan Alencar, José Sarto, Samuel Dias e Salmito Filho contaram suas histórias de vida e elegeram linhas de prioridade da futura gestão para Capital caso um deles venha ser eleito em 2020.

Ferruccio Feitosa, advogado e professor de Karatê, daí sua familiaridade com o Esporte, considerado o homem da Copa, por colocar Fortaleza como sede da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, é filho de Fortaleza e começou sua fala elogiando a parceria entre o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) e o governador Camilo Santana (PT).

O deputado Federal (PDT-CE) Idilvan Alencar o homem do Fundeb veio da região do Cariri foi funcionário municipal de Fortaleza, segundo ele, começou como “fiscal do lixo” e sempre pautou sua trajetória nos estudos e no trabalho até essa data, onde está deputado federal e falou com entusiasmo do desafio de ter seu nome entre os pré-candidatos do PDT.

O deputado estadual Salmito Filho falou dos quatro mandatos de vereador na Capital e da oportunidade de ocupar a presidência da Câmara de Fortaleza, depois veio a experiência de ocupar a secretária do Turismo da Capital, posição estratégica de gestão do ponto de vista do Executivo que o fez enxergar o município de Fortaleza por um outro olhar e por fim ressaltou a importância da pluralidade do povo de Fortaleza.

O ex-secretário de Governo do prefeito Roberto Cláudio, Samuel Dias, lamentou as perdas na capital por conta da pandemia, falou de sua trajetória profissional como engenheiro civil, chegando inclusive a defender uma tese de mestrado sobre a Transposição das Águas do rio são Francisco e disse se sentir feliz pelo fato de estar entre os grandes nomes do partido como pré-candidato a prefeito da Capital cearense.

O atual presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, José Sarto, é filho de Acopiara, estudou nos Estados Unidos e trabalhou como médico na periferia de Fortaleza, conhecendo a dura realidade das famílias mais humildes da Capital. foi vereador na época do então prefeito Ciro Gomes (PDT) com quem construiu uma relação de amizade, defendeu bandeiras e projetos conjuntos e de lá para cá, se mantém unidos no mesmo projeto político.

A Fortaleza do Futuro

Ferruccio Feitosa disse que não se pode pensar numa “Fortaleza do Futuro” dissociada do Governo Federal e lamentavelmente esse governo atual é um verdadeiro desastre que perde tempo com “futricas” ao invés de administrar o País. Disse que é muito importante que o novo gestor continue alinhado com o Governo do Estado para que os projetos tenham continuidade e possam continuar fluindo.

Idilvan Alencar, disse que não se pode pensar Fortaleza somente do ponto de vista da continuidade administrativa é preciso ir além e elegeu a bandeira do emprego como principal prioridade de um futuro governo em Fortaleza. Defendeu a gestão do prefeito Roberto Cláudio na Mobilidade Urbana, Educação, Saúde e em outros setores, porém, ponderou que é essencial avançar ainda mais.

José Sarto, elogiou o desempenho da Mobilidade Urbana desenvolvida pelo prefeito Roberto Cláudio, enfatizando que o prefeito vai ficar no coração do povo fortalezense, mas defendeu um projeto mais participativo, onde a população possa contribuir com opiniões na construção dessa Fortaleza do Futuro.

Samuel Dias, elegeu a bandeira da desigualdade social, segundo ele, andando por todos os bairros de Fortaleza, hoje tem um olhar diferente em relação a população de Fortaleza e esse setor merece uma atenção especial, o ex-secretário de Governo, disse ainda que a população não pode entregar a administração da Capital nas mãos de quem não tem experiência administrativa, pois isto, pode representar um retrocesso para Fortaleza. Além da Desigualdade Social, áreas como Qualificação Profissional, Saúde e atenção às comunidades mais carentes não podem ser deixadas de lado pela próxima gestão.

Salmito Filho, disse que é preciso conhecer o passado, o presente para projetar um futuro para Capital. Para tanto, se faz necessário construir um grande pacto social, dialogando com todos os segmentos da sociedade para avançar nas em todos os setores da cidade mãe de todos os cearenses.

(Reginaldo Silva, Ceará Notícias)

 

 

 

 

 

 

Comente com Facebook