/Prorrogação do novo decreto do Governador: Fortaleza passa para Fase 2 da retomada econômica e Sobral e Juazeiro do Norte ficam em “lockdown”

Prorrogação do novo decreto do Governador: Fortaleza passa para Fase 2 da retomada econômica e Sobral e Juazeiro do Norte ficam em “lockdown”

O governador Camilo Santana (PT) e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) anunciaram neste sábado (20/06) o novo decreto de isolamento social para Capital e interior. Fortaleza inicia na próxima segunda-feira, 22 de junho, a Fase 2 da reabertura das atividades econômicas após o isolamento em função da pandemia do novo coronavírus. Dentre as atividades que poderão funcionar a partir de segunda na Capital estão igrejas e restaurantes, mas apenas no horário de 9 às 16 horas. Todo o restante do Ceará segue em fase de transição. Sobral segue em “lockdown” por mais uma semana e agora também o município de Juazeiro do Norte.

Nas redes sociaais o governador Camilo Santana publicou a seguinte nota: “Entra em vigor no Ceará, a partir de 2a feira (22), novo Decreto de Isolamento Social pelo período de 7 dias. Continuam restrições de circulação, mas haverá avanço nas fases do Plano de Retomada Econômica em algumas regiões, onde houve redução dos números da Covid. Fortaleza entra na Fase 2 do Plano, com aumento no número de trabalhadores em atividade, e a retomada de outros setores, como restaurantes, abrindo apenas de 9h às 16h, e seguindo todos os protocolos sanitários. Municípios da Região Metropolitana de Fortaleza, que estavam na Fase de Transição e onde também há redução dos números entram na Fase 1. Demais municípios continuam na Fase de Transição. Exceção de Sobral, que continua com isolamento social rígido, e Juazeiro do Norte que, pelo avanço dos números, também entra em isolamento rígido por 7 dias. Alerto que, mesmo onde houve melhora do cenário, a pandemia continua. Os riscos continuam. É preciso evitar aglomerações e só sair de casa quando necessário. E sempre usando máscara. O Governo do Estado continua trabalhando fortemente para ampliar a rede pública de atendimento, principalmente no interior. Fundamental que todos colaborem para, juntos, superarmos essa crise,” escreveu Camilo Santana

Comente com Facebook