/Coronavírus: os sintomas costumam começar com uma inflamação no fundo da garganta e tosse seca

Coronavírus: os sintomas costumam começar com uma inflamação no fundo da garganta e tosse seca

Os sintomas do coronavírus costumam começar no fundo da garganta, com uma inflamação e uma tosse seca. Conforme as cópias do vírus se multiplicam, elas se espalham infectando as células adjacentes.

O vírus então “avança progressivamente pelos dutos dos brônquios”, disse Schaffner. Quando o vírus chega aos pulmões, as mucosas inflamam. Isso pode danificar os alvéolos ou vesículas pulmonares, que precisam trabalhar mais para desempenhar a função de fornecer oxigênio ao sangue que circula pelo nosso corpo e remover o dióxido de carbono do sangue para que possamos exalá-lo.

“Quando é produzido um inchaço na região, fica muito mais difícil para que o oxigênio atravesse a mucosa”, disse Amy Compton-Phillips, diretora clínica do Providence Health System, que inclui o hospital em Everett, Washington, que relatou o primeiro caso de coronavírus nos Estados Unidos, em janeiro.

O inchaço e a dificuldade de circulação do oxigênio podem levar essas áreas do pulmão a se encherem de fluído, pus e células mortas. Pode ocorrer pneumonia, uma infecção dos pulmões.

Alguns desenvolvem problemas respiratórios de tal grau que precisam de aparelhos. Nos piores casos, identificados como síndrome do desconforto respiratório agudo, os pulmões ficam cheios de tanto fluído que o auxílio dos aparelhos é insuficiente, e o paciente morre.

Comente com Facebook