/Camilo diz que a “união de forças” acabou com o motim de policias

Camilo diz que a “união de forças” acabou com o motim de policias

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), defendeu o senador licenciado Cid Gomes (PDT) em Sobral e afirmou que a “união de forças” acabou com o motim dos policiais militares no Estado.

O ministro Sergio Moro afirmou nesta segunda-feira (02/03) em rede social que a crise “só foi resolvida pela ação do governo federal”, em bate-boca com o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), aliado de Camilo.

Camilo ao seu velho e bom estilo apaziguador, deixou claro que foi a união de forças responsável pelo fim da greve de policiais, que foram responsáveis pelo umento da violência e aumento de homicídios na capital cearense.

“Agradeço a grande maioria da tropa que não aderiu ao motim, a Polícia Civil, os bombeiros, o Exército, a Força Nacional. Foi a união de forças tanto estadual quanto federal na tentativa de garantir a segurança da população cearense”, disse Camilo, sem citar o presidente Jair Bolsonaro ou o ministro Sergio Moro.

Comente com Facebook