/PF cumpre mandados contra navio grego suspeito de vazar óleo no Nordeste

PF cumpre mandados contra navio grego suspeito de vazar óleo no Nordeste

A Polícia Federal cumpre, nesta sexta-feira (01/11), mandados de busca e apreensão em uma agência marítima e na sede de representantes de uma empresa no Rio de Janeiro.

Os dois alvos são ligados à empresa Delta Tankers Ltd., proprietária do navio mercante Bouboulina, de bandeira grega, indicado como origem do derramamento de óleo na costa do Nordeste brasileiro. ​

Segundo o delegado de Polícia Federal Agostinho Cascardo, um dos responsáveis pela investigação no Rio Grande do Norte, as duas empresas no Rio de Janeiro ligadas à dona do navio petroleiro —Lachman Agência Marítima e Witt O Brien’s —não são, a princípio, suspeitas de crime, mas podem ter informações e dados úteis para a PF.

A operação foi batizada de Mácula para apurar a origem e autoria do vazamento de óleo que atingiu mais de 250 praias nordestinas brasileiras, nos meses de agosto, setembro e outubro de 2019. A operação foi denominada Mácula pois a palavra significa sujeira e impureza. Mais de mil toneladas de material poluente foram retiradas das praias brasileiras.

Comente com Facebook