/Em live, Joice Hasselmann, chama os filhos do presidente de “moleques”

Em live, Joice Hasselmann, chama os filhos do presidente de “moleques”

Depois da live do deputado federal Eduardo Bolsorno (PSL-SP), neste sábado (19/10) afirmando textualmente que a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) foi demitida da liderança por ter traído a confiança do presidente, Jair Bolsonaro, ela rebateu as declarações destacando que não foi demitida, que não vai endeusar ninguém e aproveitou para chamar os dois filhos do presidente que lideram campanha contra ela nas redes sociais de “moleques”.

No sábado, Eduardo Bolsonaro falou sobre a destituição de Joice da liderança no Congresso. “Ela disse no Facebook que ‘está deixando a liderança’. Deixando nada, ela foi demitida. Foi cortada a cabeça (…) Ela vai dizer que está leve, mas se tem uma coisa que ela não está é leve”.

Em sua live, neste domingo (20/10) Joice diz que esteve ao lado do presidente Jair Bolsonaro no primeiro e segundo turno das eleições trabalhando diariamente para tirar o Partido dos Trabalhadores do poder. A parlamentar ressalta que não foi demitida, que o presidente nunca ligou para ela, para pedir que ficasse contra o Delegado Waldir (PSL-GO) na liderança do partido porque sabe do posicionamento dela e que a mesma tem opinião própria, jamais cederia aos caprichos de meninos mimados.

Ao explicar que o deputado federal Eduardo Bolsonaro, não passa de um deputado “nem nem” nem embaixador e nem líder do governo, porque nem com a ajuda do Palácio consegue absolutamente nada, a deputada diz que não vai se render a dois “moleques” filhos do presidente que lideram campanha contra ela nas redes sociais.

Joice destaca que vai continuar dando apoio as pautas do governo que elevam o desenvolvimento do País, ao mesmo tempo em que faz uma defesa do presidente da República, Jair Bolsonaro, mas com o certo ar de ressentimento pelo fato do presidente está deixando velhos aliados para trás. Segundo ela, quando um fiel aliado, discorda o mínimo que seja, das atitudes do governo, já é chutado e considerado traidor.

Pelo jeito, a crise no PSL, ainda está distante do sonhado final feliz.

Comente com Facebook