/Lula e Moro nas mãos de Celso de Melo

Lula e Moro nas mãos de Celso de Melo

Nesta terça-feira (25/06), a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) retoma o julgamento do habeas corpus em que o ex-presidente Lula acusa o ex-juiz da Lava Jato de “parcialidade” e de agir com “motivação política” ao condená-lo no caso do triplex do Guarujá. O julgamento foi iniciado em dezembro do ano passado e volta a pauta nesta terça.

O destino do ministro Sérgio Moro e do ex-presidente Lula está nas mãos do decano da Corte, ministro Celso de Melo, uma vez que seu voto pode da o direcionamento sobre o vazamento das mensagens envolvento o ex-juiz Sergio Moro e o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol.

O relator da Operação Lava Jato no Supremo, ministro Edson Fachin, e a ministra Cármem Lúcia já votaram contra o pedido de liberdade de Lula. Faltam se posicionar os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, além de Celso de Melo.

Caso a votação termine empatada, caberá ao ministro Celso de Melo a decisão da parcialidade de Moro.

Em momentos de crise, é o decano que costuma ser o “bombeiro” do tribunal. Recentemente, tornou-se o principal porta-voz do STF e da liberdade de expressão – defendeu a atuação da Corte na criminalização da homofobia e cendenou a censura à revista digital Crusoé e ao site O Antagonista.

Comente com Facebook