/O recado: aliados de Renan ameaçam levar Flávio Bolsonaro ao Conselho de Ética

O recado: aliados de Renan ameaçam levar Flávio Bolsonaro ao Conselho de Ética

Diante das denuncias sobre movimentações atípicas identificadas pelo Coaf na conta do ex-assessor de Flávio Bolsonaro farão com que o filho do presidente eleito assuma o mandato no Senado, em fevereiro, com menos poder do que ele imaginava.

Flávio Bolsonaro tem participado ativamente das articulações em torno da definição do novo presidente do Congresso e já se posicionou contra o nome de Renan Calheiros (MDB-AL).

De acordo com aliados mais próximos de Renan, o episódio do Coaf, envolvendo operação financeiras suspeitas do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, inverteu o jogo. E aproveitaram a oportunidade para mandar o recado ao filho do presidente. Se mantiver o discurso contra Renan, pode chegar e seguir direto para o Conselho de Ética.

Senadores já têm o roteiro para enquadrar Flávio Bolsonaro: ele tinha mandato de deputado estadual à época dos fatos. Portanto, pode ser alvo do Conselho de Ética. E, mesmo que o caso não avance, avaliam, o susto será um bom recado.

Comente com Facebook