/Fusão de ministérios divide agronegócio

Fusão de ministérios divide agronegócio

A fusão do Ministério da Agricultura com o Ministério do Meio Ambiente(MMA), anunciada na quarta-feira (31/10), pela equipe do residente eleito Jair Bolsonaro provocou divisão entre os representantes do agronegócio. Enquanto produtores de soja avaliam positivamente a fusão, lideranças da agroindústria e também o ministro da Agricultura, Blairo Maggi criticaram a decisão.

Lideranças do agronegócio como a Confederação Nacional da Agricultura, a Abiec, que reúne os exportadores de carne, e a Abiove, que representa a indústria processadora de soja, não quiseram se manifestar sobre a integração das duas pastas. O presidente da Sociedade Rural Brasileira, Marcelo Vieira, disse, por meio de nota, “que é preciso mais detalhes de como será feita a fusão para avaliar as consequências para o agronegócio”.

Comente com Facebook