/Geraldo Alckmin foi insosso e ficou na defensiva no Jornal Nacional

Geraldo Alckmin foi insosso e ficou na defensiva no Jornal Nacional

O presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) foi o entrevistado do Jornal Nacional desta quarta-feira (29/08). Alckmin levou o tempo na defensiva, explicando escândalos de corrupção do ninho tucano e dele próprio. Ele também foi questionado sobre o avanço do crime organizado na capital paulista, que seu partido comandou por mais de duas décadas e constatou o nascimento e expansão dessas facções criminosas que acabaram se espalhando por todo o Pais. Em relação às questões sobre a corrupção, o presidenciável se defendeu alegando que os culpados devem pagar por seus atos, que em termos de segurança, São Paulo foi quem mais investiu em segurança pública, diminuiu os índices de assassinatos e investiu em presídios de segurança máxima. Ele também defendeu sua política de mobilidade urbana. Os apresentadores Willian Bonner e Renata Vasconcelos também questionaram desvio verbas públicas nessas obras.

Em resumo, Alckmin foi insosso como sempre, levou o tempo em se defender de mal feitos de membros do partido nos últimos anos e sua proposta para o País, se resumiu ao minuto final do Brasil que eu quero, em que acabou repetindo o que vem defendendo nos debates: um Brasil das reformas, da geração de emprego e um País mais seguro. Neste ponto ele tem razão, todos nós também queremos, a questão é como chegar lá.

Comente com Facebook