/CRB marca nos acréscimos e bate o líder Fortaleza

CRB marca nos acréscimos e bate o líder Fortaleza

CRB e Fortaleza fizeram um jogo brigado, com gols de artilheiros e uma boa dose de polêmica. Neto Baiano abriu o placar para o Galo, no Rei Pelé, e Gustavo deixou tudo igual. Parecia que a partida em Maceió se encaminharia mesmo para um empate, mas, aos 48 minutos, Willians Santana chutou, Boeck espalmou e o estreante Iago, em posição de impedimento, empurrou para a rede. O bandeira Wendell Gouveia, do Rio, não viu, e o Galo confirmou a vitória por 2 a 1 sobre o líder.

Gustavo, do Fortaleza, e Neto Baiano, do CRB, chegaram a disputar cabeça a cabeça a artilharia do país na temporada. O atacante do Tricolor se machucou, voltou marcando e segue na ponta, agora com 26 gols. O camisa 9 do Galo passou por um longo período de seca, mas foi decisivo outra vez nesta terça. Foi o 20º dele no ano.

O Fortaleza segue líder isolado da Série B, com 43 pontos, e volta a jogar no próximo sábado, às 19h, contra o Londrina, na Arena Castelão. O CRB tem agora 25 pontos, assumiu a 15ª posição e saiu da zona do rebaixamento. Sexta, o Galo enfrenta o Atlético-GO, às 21h30, em Goiânia.

A etapa final foi bem mais quente. O CRB colocou três atacantes em campo – Willians Santana e Iago entraram – e pressionou mais o Fortaleza, que tentava jogar no erro do adversário. Aos 20 minutos, Marcelo Boeck deu um chutão, Claudinei, de cabeça, descobriu Neto Baiano no meia da zaga do Tricolor. O camisa 9 deu um toquinho por cima e abriu o placar.

Vencendo, o CRB se fechou, mas sofreu com um de seus maiores problemas: saiu jogando errado, o Fortaleza roubou e Romarinho cruzou para Gustavo marcar, aos 39. O Galo foi pra cima e marcou o gol da vitória aos 48. Willians Santana bateu cruzado, Marcelo Boeck espalmou e, impedido, Iago colocou pra dentro. O bandeira validou a jogada, e o Galo bateu o líder.

O jogo começou com o CRB marcando a saída de bola do Fortaleza. Aos cinco, deu certo. Lucas roubou pela esquerda e cruzou na medida para Ratinho, que tirou do goleiro Marcelo Boeck, mas errou o alvo. Por muito pouco.

O Fortaleza saiu mais para o jogo, tocou e teve mais posse: 53% x 47%. Não criou tanto. Assustou mesmo num chutaço de longe de Derley, aos 30: João Carlos fez uma boa defesa. Também fez uma boa trama pela esquerda, com Bruno Melo, que cruzou na cabeça de Gustavo. O artilheiro acertou a bola, mas errou a trave./ge

 

Comente com Facebook