/Política de exploração deu à Petrobras lucro de R$ 10 bilhões no segundo trimestre

Política de exploração deu à Petrobras lucro de R$ 10 bilhões no segundo trimestre

A Petrobras registrou lucro de R$ 10,072 bilhões no segundo trimestre, o melhor resultado desde o registrado no segundo trimestre de 2011. Um lucro obtido às custas do sangue dos brasileiros, com a política de reajustes diários que provocou fechamento de empresas e de empregos, até provocar a greve de onze dias dos caminhoneiros, que interrompeu o a retomada da economia. No ano, o lucro acumulado da estatal soma R$ 17,033 bilhões, também o melhor desde 2011.

De acordo com o balanço da Petrobras, o resultado foi possível graças ao aumento nas margens de exportação de petróleo com alta das cotações internacionais e o aumento de 6% nas vendas de gasolina e diesel diante da recuperação de mercados que havia sido perdido para importações.

A greve dos caminhoneiros, deflagrada em maio deste ano, só foi citada uma vez no balanço divulgado pela estatal. A paralisação teria sido responsável pela queda no lucro bruto da área de distribuição, devido a perdas de estoques da BR Distribuidora.

No segundo trimestre, a Petrobras teve receita de R$ 84,395 bilhões, o que representa uma alta de 26% com relação ao mesmo período do ano anterior. A geração de caixa medida pelo Ebitda — lucro antes de juros, impostos e amortizações — subiu 57%, para R$ 30,067 bilhões.

Já a dívida líquida da companhia era de R$ 284 bilhões em 30 de junho, registrando alta de 5% em relação ao fim do primeiro trimestre. A relação entre dívida líquida chegou a 3,23 vezes. A meta da companhia é atingir 2,5 vezes até o fim do ano. (Com informações da FolhaPress)

Comente com Facebook