/Pedra Branca: Ministério Público pede exoneração de dez servidores da prefeitura por nepotismo

Pedra Branca: Ministério Público pede exoneração de dez servidores da prefeitura por nepotismo

O Ministério Público (MP) de Pedra Branca recomendou ao prefeito do Município, Antonio Gois (PRP), a exoneração de dez servidores comissionados, com parentesco com o prefeito, com o presidente da Câmara Municipal e outros vereados, que atuam em diversas áreas na gestão pública.
Dentre os funcionários estão: Moises Pereira Mendes, Vinícius do Lago Maia, Maria do Carmo Mendes, Ana Maria Mendes Bastos, Antonia Irleide Cavalcante Paulino, Soraya Maria Alvino de Sá, Arlyson Dhiego Pamplona de Matos, Cícera Alexandre Alves, Vaneide Barbosa Magalhães e Nayara Magalhães da Rocha. O prefeito terá o prazo de dez dias para exonerar e a recomendação do MP deverá ser publicada em Diário Oficial do Município.
O prefeito Antonio Gois deverá informar à Promotoria de Justiça de Pedra Branca, nos mesmos dez dias, se a recomendação foi acatada ou não e como irá cumpri-la.  Caso a decisão não seja atendida poderá acarretar em medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis, a exemplo da Ação Civil Pública por improbidade administrativa.
O MP também solicitou que a administração daqui para frente não contrate mais qualquer pessoa que configurem casos de nepotismo.
( Com informações de O Povo)

Comente com Facebook