/Tática Eleitoral do PT, decide centralidade na candidatura de Lula, reeleição de Camilo e não vai lançar nenhum nome ao Senado

Tática Eleitoral do PT, decide centralidade na candidatura de Lula, reeleição de Camilo e não vai lançar nenhum nome ao Senado

O governador Camilo Santana compareceu ao evento que define as Táticas Eleitorais do Partido dos Trabalhadores (PT) para as eleições deste ano, neste sábado, 28 de julho, no Hotel Praia Centro. 

O Partido dos Trabalhadores decidiu por 200 votos favoráveis e 70 contrários que vai manter a centralidade na candidatura do ex-presidente Lula a Presidência da República, a reeleição do governador Camilo Santana, que não vai lançar nenhum nome para concorrer ao Senado e vai lutar para ampliar sua base na Câmara Federal.

Em seu discurso, o governador Camilo Santana dise que sempre se espelhou nas diretrizes políticas do ex-presidente Lula, a quem chama de maior presidente da história desse País. Camilo confessou que chegou a chorar ao ver Lula sendo preso.

O governador fez uma espécie de desabafo ao relatar que sua postura partidária não deve ser colocada em dúvida, uma vez que não faz política com fofocas, mentiras e intrigas. Camilo ressaltou ainda que a maior marca de seu governo é o diálogo e sempre pautou suas ações na verdade, no respeito e sobretudo, na seriedade. ” Estou no PT há 17 anos e já vi muitas manchetes de jornais anunciando a minha troca de partido que nunca chegou a se concretizar, portanto, tenho orgulho de fazer parte do PT, mas o partido também erra, comete seus erros, daí a importância do diálogo para unir as esquerdas e assegurar o legado histórico de tudo aquilo que o ex-presidente Lula fez por esse País, destacou.

Camilo disse que o momento exige união na luta pela democracia e o PT como partido orgânico, representa essa resistência, as forças que deram um golpe no Brasil.

Com a decisão de hoje, resta a formalização do processo que será realizado na Convenção do partido que irá homologar os nomes que irão disputar o pleito eleitoral deste ano.

Comente com Facebook