/Aldo Rebelo, sobre candidatura de Joaquim Barbosa, “tudo que é solido se desmancha no ar”

Aldo Rebelo, sobre candidatura de Joaquim Barbosa, “tudo que é solido se desmancha no ar”

O pré-candidato a presidente Aldo Rebelo disse nesta segunda feira ao Estadão que mudou de partido, mas não mudou de ideia. Aldo Rebelo, ex-deputado, postulante ao cargo pelo Solidariedade já foi ex-ministro nos governos Lula e Dilma. Vinculado à militância no PC do B, por onde atuou por 40 anos. Deixou a sigla para se filiar ao PSB, alinhado com as propostas mais à esquerda do presidente da agremiação, Carlos Siqueira.

Aldo passou pouco tempo no PSB, quando o partido indicou Joaquim Barbosa como nome ideal para disputa da corrida presidencial. Aldo logo buscou espaço na sigla comandada pelo deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, presidente do SD. E se lançou oficialmente como pré-candidato ao Palácio do Planalto.

Aldo Rebelo ressalta que a mudança de partido não corrompeu seus ideais, mesmo que o Solidariedade tenha apoiado o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. O presidenciável ainda falou sobre Lula, as vaias que recebeu de manifestantes no 1º de maio e recorreu à máxima do filósofo marxista Marshall Berman ao opinar sobre a solidez da candidatura do ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa: “Tudo que é sólido desmancha no ar”.

Comente com Facebook