/Corinthians joga muito mal e perde do Independiente em Itaquera; Sheik é expulso

Corinthians joga muito mal e perde do Independiente em Itaquera; Sheik é expulso

O Corinthians começou lento, sofreu dois gols, até esboçou uma reação, mas não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1 para o Independiente, nesta quarta-feira, em Itaquera, pela quarta rodada da fase de grupos da Taça Libertadores. Benítez e Romero (contra) fizeram a vantagem dos argentinos, enquanto Jadson diminuiu. Decepção na Arena Corinthians com a primeira derrota da equipe na Libertadores deste ano, numa noite em que quase nada deu certo. Nem Rodriguinho, bem marcado, nem Sheik, expulso, conseguiram resolver.

O resultado embola o Grupo 7 da Libertadores. O Corinthians continua líder, com sete pontos, mas vê Independiente e Deportivo Lara logo atrás, com seis. O Millonarios é o lanterna da chave, com quatro, mas também tem chances de classificação. Faltam duas rodadas para a definição dos classificados às oitavas de

Em seis minutos, o Independiente amassou o Corinthians e, sem exagero, poderia ter aberto três gols de diferença e resolvido o jogo. No primeiro lance dos argentinos, Benítez marcou após rebote de Cássio – tudo começou com linda tabela entre Romero e Meza. Depois, o próprio Meza apareceu sozinho na área e perdeu a chance do segundo, enquanto Balbuena, pouco depois, quase acertou o travessão, mas contra o próprio gol.

Refeito da pressão inicial, o Timão tentava equilibrar as ações quando sofreu mais um duro golpe: após cobrança de escanteio do Independiente, Romero cabeceou contra as redes e fez 2 a 0 para os argentinos. O Corinthians diminuiu com Jadson, no único lance mais lúcido da equipe nos primeiros 45 minutos.

Com Marquinhos Gabriel no lugar de Mateus Vital, o técnico Fábio Carille mudou o esquema tático para o 4-2-3-1 e tentou deixar Romero mais avançado, como centroavante. O time tocou, tocou e tocou, mas achou poucos espaços na defesa do Independiente. A entrada de Pedrinho até ajudou a incendiar o jogo, mas Emerson Sheik, minutos depois, jogou um balde de água gelada ao ser expulso sem nem tocar na bola… Nervoso, o Timão começou a reclamar muito da arbitragem e se esqueceu de jogar futebol.

Emerson Sheik foi chamado por Fábio Carille, entrou aos 33 do segundo tempo e tinha a missão de ajudar o Corinthians a sair de uma situação difícil – algo que ele já se acostumou a fazer em suas três passagens pelo clube. Desta vez, porém, só ficou dois minutos em campo. Aos 35, “levantou” Sanchez Miño em um lance que já estava parado e foi expulso corretamente, praticamente acabando com as chances de o Timão empatar.

O Independiente teve a chance de abrir 3 a 1 antes do fim do primeiro tempo, quando Franco aproveitou cobrança de falta na área e cabeceou para as redes. No entanto, o árbitro Victor Hugo Carillo marcou infração de Figal em Rodriguinho, quando o argentino subiu para fazer o gol. De acordo com o comentarista Leonardo Gaciba, da TV Globo, o lance foi mal anulado porque havia apenas “disputa por espaço dentro da área”.

Cássio passou exatos 271 minutos sem sofrer gols na Libertadores – os 270 dos três primeiros jogos do Timão, mais o primeiro minuto do jogo desta quarta-feira. O Corinthians era o único participante da competição que ainda não havia sido vazado.

O Corinthians só volta a campo pela Libertadores no próximo dia 17 de maio, às 21h30 (de Brasília), contra o Deportivo Lara, na Venezuela. Pelo Brasileirão, o Timão recebe o Ceará no próximo domingo, às 11h, em Itaquera. O jogo é válido pela quarta rodada da competição./ge

 

Comente com Facebook