/Marina Ruy Barbosa vive amante de Rodrigo Santoro em clipe: ‘Tentação’

Marina Ruy Barbosa vive amante de Rodrigo Santoro em clipe: ‘Tentação’

Marina Ruy Barbosa e Rodrigo Santoroestrearam no mundo dos clipes com a nova música de trabalho de Alok, lançada nesta semana em São Paulo. A história foi inspirada em uma fã do músico que morreu de câncer aos 12 anos. No vídeo, Santoro vive um homem casado que repensa os comportamentos e atitudes após descobrir que está doente. A ruiva é sua amante. “O mais desafiante é você contar a história daquele personagem em poucas cenas e sem falas”, refletiu a atriz em entrevista ao “Fantástico”. “Ela representa um pouco das tentações da vida. Ela é a outra”, completou.

RUIVA AGRADECE CONVITE DE ALOK: ‘A SATISFAÇÃO É ENORME’

Em nota oficial, a intérprete da Amália de “Deus Salve o Rei” agradeceu o convite de Alok: “A história me comoveu desde o início e o objetivo final me deixou ainda mais na vontade de fazer parte disso. Nos desdobramos para conciliar horários e no fim deu tudo certo. Por mais breve que tenha sido essa participação, a satisfação é enorme e eu agradeço Alok e toda a equipe técnica, que foram sensacionais promovendo um resultado emocionante”.

ATOR DESTACA ESTÉTICA DO CLIPE: ‘COMO SE FOSSE UM CURTA-METRAGEM’

Rodrigo, após exaltar o trabalho com Marina, mostrou que ficou satisfeito com a estética da produção: “Nos clipes mais tradicionais você vê o cantor performando e esse é como se fosse um curta-metragem. É uma história, a trajetória desse homem, e é contada de uma forma muito poética”. Maria Manoella e Genézio de Barros são outros famosos presentes no clipe do DJ.

ARTISTA REVELA CASAMENTO E FALA DE APRENDIZADO COM A FILHA: ‘ME ENSINA A OLHAR’

Bastante reservado em relação à vida pessoal, Santoro entregou que está casado com Mel Fronckowiak, com quem possui uma filha, Nina, de 11 meses. “Foi tudo muito discreto”, disse ao jornal “O Globo”. O galã, aliás, contou que a paternidade trouxe mudanças para a sua vida: “Penso muito no que devo fazer e em como trazer a melhor educação possível para a minha filha. Em educá-la no sentido de tratar as pessoas como a gente quer ser tratado, de ser a mudança que você quer ver no mundo. Ao mesmo tempo, o ser humano tem mania de apontar o dedo, então eu acredito que a gente precisa, urgentemente, além de tantas reformas, de uma reforma interna, de uma reforma de valores. A Nina tem me ensinado a olhar. Observar a criança é uma aula fascinante. Você olha para os seus pais e começa a dar valor ao amor deles de uma forma que antes você não entendia. E descobre uma força que não imaginava que existia dentro de você”./ Purepeople

(Por Tatiana Mariano)

Comente com Facebook