/Com mistério nas escalações, Fortaleza e Ceará se reencontram no Cearense

Com mistério nas escalações, Fortaleza e Ceará se reencontram no Cearense

Fortaleza e Ceará voltam a jogar neste Campeonato Cearense. Depois da 1ª fase da competição, os dois se reencontram nesta 2ª rodada da 2ª fase, na Arena Castelão, a partir das 19 horas deste domingo (4). Rogério Ceni e Marcelo Chamusca têm feito mistério sobre qual equipe vai a campo, o que tem deixado o torcedor mais na expectativa para o confronto.

O Fortaleza é o que tem mais incógnita em sua formação. O técnico Rogério Ceni, por exemplo, não confirmou que time vai colocar em campo. Contudo, colocou em campo, contra o Iguatu, na última quinta-feira (1º), uma formação diferente do que vinha utilizando. Há ainda a possibilidade de que Osvaldo possa começar jogando contra o Ceará, o que daria mais velocidade à equipe tricolor. Contudo, o torcedor só terá certeza mesmo dos jogadores titulares poucas horas antes de a bola rolar. A contar pela formação contra o Azulão, o Leão do Pici vai escalado com: Marcelo Boeck; Roger Carvalho, Diego Jussani e Ligger; Tinga, Pablo, Igor Henrique, Alan Mineiro e Bruno Melo; Gustavo e Edinho.

Da mesma forma, o Ceará faz mistério. Marcelo Chamusca disse que poderia modificar a equipe que entra em campo neste domingo. Sem a volta de Pedro Ken, o treinador pode permanecer com Juninho no meio-campo. E repetir a mesma equipe que empatou com o Atlético-PR, em Curitiba, na última quarta-feira (28). Mas há possibilidade ainda de um time misto contra o maior rival. O motivo seria poupar boa parte dos jogadores para a sequência de jogos que estão para vir. Mas se formos pensar na mesma formação do jogo com o Furacão, o time seria esse: Éverson; Pio, Luiz Otávio, Valdo e Rafael Carioca; Richardson, Juninho e Wescley (Ricardinho); Felipe Azevedo, Elton e Andrigo.

Uma novidade para este Clássico-Rei – e essa não tem mistério envolvido – é a proibição de vendedores ambulantes nos arredores do estádio. A medida pretende garantir a segurança dos torcedores durante os jogos, de acordo com o Ministério Público. Um dos motivos é a dificuldade em fiscalizar a venda de bebidas e drogas. O promotor de Justiça Edvando França disse que foi definido durante a reunião todo o plano de segurança para o monitoramento da partida.

Ainda no extra-campo, o destaque foi o pedido do Fortaleza por um árbitro de fora de Estado. Depois das polêmicas do primeiro Clássico-Rei, a diretoria tricolor preferiu bancar a vinda de um trio de arbitragem de fora. Com isso, quem apita a partida é Jailson Macêdo de Freitas, da Bahia.

 Provável Fortaleza: Marcelo Boeck; Roger Carvalho, Diego Jussani e Ligger; Tinga, Pablo, Igor Henrique, Alan Mineiro e Bruno Melo; Gustavo e Edinho.

Provável Ceará: Éverson; Pio, Luiz Otávio, Valdo e Rafael Carioca; Richardson, Juninho e Wescley (Ricardinho); Felipe Azevedo, Elton e Andrigo./ge /(Foto: Juscelino Filho)

Comente com Facebook