/Capitão Wagner entre o Palácio da Abolição e uma cadeira na Câmara Federal

Capitão Wagner entre o Palácio da Abolição e uma cadeira na Câmara Federal

Aliados próximos e simpatizantes do deputado estadual Capitão Wagner (Pros) estão divulgando nas redes sociais que ele teria voltado atrás da sua decisão de concorrer a uma vaga na Câmara Federal e teria aceitado disputar o Palácio da Abolição.

Capitão Wagner supostamente teria voltado a bater o martelo em reunião com membros da oposição e aceitado concorrer ao governo do Estado e enfrentar o governador Camilo Santana (PT) nas urnas.

No ano eleitoral, a oposição ainda não conseguiu definir o time que vai colocar em campo para enfrentar o governador Camilo Santana. De acordo com informações que circulam na internet, mas que ainda não foram oficializadas pelo próprio Capitão Wagner, a chapa teria a seguinte formação: Capitão Wagner para governador, o seu companheiro de chapa seria Geraldo Luciano e as duas vagas para o senado seriam compostas por Domingos Filho e Caio Asfor.

Na página oficial, Facebook, o deputado estadual Capitão Wagner, em sua última postagem aparece ao lado de alguns policiais fardados com a seguinte legenda: “com os irmãos de farda de Tururu”. Na capa, uma referência ao “Luto” pelo programa do governo “Ceará Pacífico”, mas não existe nenhuma confirmação de que teria voltado atrás em sua decisão de concorrer ao governo Estado.

A oposição precisa urgentemente de um nome para enfrentar o governador Camilo Santana e corre contra o tempo para não correr o risco de lançar uma candidatura extemporânea. Contudo, esse vai vem com o nome do Capitão Wagner, ora como candidato ao governo do Estado, ora como candidato a deputado Federal, só tem prejudicado uma única pessoa, ele próprio. Primeiro, pela indecisão que é levada ao eleitor e segundo, pela imagem que passa ao eleitor de que a própria liderança não sabe o que quer.

Comente com Facebook