/Ministro Fachin autoriza PGR a enviar perguntas ao presidente do senado Eunício Oliveira

Ministro Fachin autoriza PGR a enviar perguntas ao presidente do senado Eunício Oliveira

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, autorizou nesta quinta-feira (01/02) que a Procuradoria-Geral da República (PGR) envie 12 perguntas para o presidente do Senado Eunício de Oliveira (MDB-CE). A fim de fazer esclarecimentos sobre sua relação com o ex-diretor da Hypermarcas, Nelson José de Melo. A informação foi publicada hoje no Estadão. De acordo com a matéria, o senador é alvo de inquérito no Supremo, aberto em abril de 2017, que o investiga por supostos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele terá 15 dias para responder os questionamentos, se desejar.

O ex-diretor da Hypermarcas, Nelson Melo,  contou ao Ministério Público Federal (MPF) que pagava propina a deputados e senadores do MDB. Disse ter repassado R$ 5 milhões para a campanha de Eunício ao governo do Ceará, em 2014, por meio de contratos fictícios firmados com empresas do grupo.

Entre os questionamentos, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, quer saber como o presidente do Senado conheceu Nelson, em que circunstâncias e se alguém os apresentou.Também quer saber se Eunício lembra de ter tratado sobre algum projeto de lei, resolução ou outra medida normativa com o ex-diretor da Hypermarcas. Se teve relação de negócios, direta ou indireta, com Nelson Mello, Milton Lyra ou com a Hypermarcas? De qual natureza? Ou se pediu contribuição para a campanha?” A Procuradora também quer saber qual é a verdadeira relação do senador Eunício com a Confederal.

Eunício que está no Ceará e esteve hoje (02/02), no auditório do Banco do Nordeste, em Fortaleza, com prefeitos de todo Estado, juntamente com o governador Camilo Santana, tratando de pautas relacionadas a assuntos emergenciais que envolvem os municípios cearenses, divulgou por intermédio de sua assessoria que não comenta investigações judiciais em andamento.

 

 

Comente com Facebook