/O que mudou? Por Jesus da Costa

O que mudou? Por Jesus da Costa

Pouco mais de um ano a frente do gerenciamento público de Nova Russas, os eleitos em 2016 pouco ou quase nada inovaram. O inflamados discursos prometedores, ficaram no vazio de palanques que só deverão ser erguidos novamente em 2020. A diferença do Governo Pregresso para o atual se abstrai apenas ao sobrenome que hoje dá as cartas, e nada mais… Aliás, é importante frisar que há hoje uma fusão de clãs, visto que a última eleição da Câmara batizou um aliado de primeira hora do Prefeito anterior adotado pelo o atual.
O município sente as mesmas dores de outrora… O gemidos da população são os mesmos, as aflições se avolumam ao ponto que o pobre precisa dos serviços públicos. Na educação, Nova Russas contrata especialistas a peso de ouro para assessorar, mas vive no atoleiro estatístico que amarga a rabada da fila da região. Na saúde, além do velho e necessário inquilinato, ainda rasteja por baixo da submissão do encabrestamento de favor, onde politiza simples atendimentos que é obrigação, em feitos públicos de caciques que só pensam em se perpetuarem onde estão.
O lixo de Nova Russas ainda é oneroso, caro, muito caro… O transporte escolar ainda transporta alunos em caminhonetas em desconformidade com a Lei, arriscando vidas e onerando o erário. A máquina pública é cara e ineficiente, visto a grande quantidade de assessorias que são pagas pela Prefeitura, Câmara e o SAAE… Será que não temos nos quadros efetivos da Prefeitura capazes de desempenhares serviços ora terceirizados? Caso não, porque não se abre concurso para se contratar? A folha de pagamento é onerosa e politica, difícil de se gerenciar pois confundem gerenciar com encabrestar apoios pelo atoleiro que é os gastos com folha… Já que a Gestão tem necessidade de pessoal, visto as nomeações sem concursos, não seria razoável promover um concurso público?
Enfim, Nova Russas entrou 2018 INADIMPLENTE, e pelo fluxo de nomeações e gastos com pessoal e gratificações para atender a rastejante politicagem, certamente continuará atolada, ou, se sair, certamente voltará no quadrimestre seguinte… Nova Russas vive bem de festas, que promovem o Prefeito e ferem de morte o Princípio Constitucional da Impessoalidade, mas que por outro lado a conta não bate, todavia uma hora a cobrança chegará. O velho pão e circo, condena a população a viver as margens do que realmente é prioridade para a população… Gerenciar a coisa pública é coisa séria, lida com vidas, e um simples erro mata mais do que o crime organizado… Fica por derradeiro a pergunta que iniciamos: O QUE MUDOU???

Comente com Facebook