/Bolsonaro desiste do PEN-Patriota e agora vai de PSL

Bolsonaro desiste do PEN-Patriota e agora vai de PSL

Bolsonaro (PSC-RJ) arruma a primeira briga por controle de legenda. Desiste do PEN-Patriota e anuncia que vai concorrer a presidência pelo Partido social Liberal (PSL). O grupo Livres que tinha o controle do diretório de vários Estados do PSL, também anunciou sua saída com a chegada de Bolsonaro.

O presidente do PEN-Patriota, Adilson Barroso, se disse “aliviado” com a desistência de Jair Bolsonaro  de ser candidato por sua legenda. “Fiz das tripas coração para tê-lo com a gente, mudei o nome do partido, mexi no nosso estatuto, dei mais de 20 diretórios para o grupo dele. Mas você não pode ser convidado para entrar em uma casa e depois querer tomar ela inteira para você, expulsando seus moradores originais”, afirmou o dirigente.

Bolsonaro disse, em vídeo divulgado nesta sexta-feira, 5, em sua rede social Facebook, que “lamenta não ter dado certo com o Patriota”. Para ele, a parceria “acabou como um casamento que não deu certo”. O presidenciável afirmou que ele e Barroso “ainda podem estar juntos no futuro, em uma coligação”.

O grupo Livres pouco tempo depois do anúncio da filiação de Bolsonaro ao partido,  publicou um comunicado anunciando que o movimento Livres deixaria o PSL. “Agora, infelizmente, Livres e PSL tomam caminhos separados. A chegada do deputado Jair Bolsonaro, negociada à revelia dos nossos acordos, é inteiramente incompatível com o projeto do Livres de construir no Brasil uma força partidária moderna, transparente e limpa.”, diz a nota.

Comente com Facebook