/Marcelo Odebrecht deixará a prisão, após dois anos e meio em regime fechado

Marcelo Odebrecht deixará a prisão, após dois anos e meio em regime fechado

Advogados de Marcelo Odebrecht trabalharam na segunda-feira, 18, para garantir que o empresário conseguisse deixar o regime fechado nesta terça – prazo previsto em seu acordo de colaboração premiada – após cumprir pena de dois anos e seis meses de prisão. A soltura estava atrelada a entrega de uma série de documentos solicitados pelo Ministério Público Federal – o material, já foi entregue. Portanto, a expectativa era de que Odebrecht saísse no início da tarde desta segunda feira, mas a nova previsão é de que ele saia hoje (19/12), antes das 10h.

O advogado Nabor Bulhões acredita que após a entrega dos documentos solicitados pela Justiça, sua liberação seja efetivada hoje pela manhã.

 

Na saída, o advogado Nabor Bulhões apontou os “dois maiores objetivos” do empreiteiro. “Ele está preocupado com dois pontos: primeiro, voltar para a família, segundo, ser efetivo na colaboração dele como ele vem sendo efetivo na colaboração com a Justiça. São os dois maiores objetivos dele”, afirmou.

Marcelo foi preso pela Polícia Federal em 19 de junho de 2015, na Operação Erga Omnes, 14.ª fase da Lava Jato, e condenado a 19 anos e 4 meses de prisão pelo juiz federal Sérgio Moro. Ao fechar seu acordo de delação premiada, o empreiteiro obteve o benefício de deixar o regime fechado após 2 anos e 6 meses de prisão. Ao todo, o empreiteiro vai cumprir 10 anos por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

(Com informações Estadão)

 

Comente com Facebook