/Fortaleza tem 25 mil na fila por cirurgias eletivas do SUS

Fortaleza tem 25 mil na fila por cirurgias eletivas do SUS

Um levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em todo país aponta um grande problema no Sistema Único de Saúde em relação aos procedimentos de realização de cirurgias eletivas.  Os dados foram levantados pelas secretarias da Saúde dos Estados e das capitais brasileiras obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação.

De acordo com o levantamento, Fortaleza tem 25 116 procedimentos cirúrgicos na fila, é a terceira colocada no levantamento feito nas capitais, ficando à sua frente São Paulo e Belo Horizonte.

No Levantamento feito pelas Secretarias de Saúde dos Estados, o Ceará é o segundo do Nordeste, perdendo apenas para Pernambuco. O Estado conta com uma demanda de 18 434 procedimentos cirúrgicos aguardando na fila de espera.

Especialistas alertam que podem ter duplicidade nessas listas, contudo, demonstram preocupação com o quadro de esperas porque agrava o Estado de saúde dos pacientes.

No Brasil 904 mil pessoas esperam por uma cirurgia eletiva – não urgente – no Sistema Único de Saúde (SUS). Parte desses pacientes aguarda o procedimento há mais de 10 anos.

A Ana Célia Gonçalves, de 52 anos, que aguarda cirurgia renal desde 2012. Quando seu nome foi incluído na lista, ela tinha quadro leve de cálculo renal. Neste ano, descobriu que o rim direito perdeu totalmente a funcionalidade com o agravamento da doença. Agora, a cirurgia será de retirada completa do rim.

“O exame deste ano mostrou que o órgão está com 13% da capacidade, o que, para os médicos, já é considerado perdido. O rim esquerdo também está em risco, tenho medo de perdê-lo também”, afirma. “Mas, quando reclamo, só ouço que tenho que ter paciência e aguardar na fila”, conta Ana Célia, que se trata no Hospital Universitário Walter Cantídio, em Fortaleza.

( Reginaldo Silva-Com informações do Estadão)

 

Comente com Facebook