/PM prende dupla suspeita de integrar grupo responsável por ataques a instituições financeiras

PM prende dupla suspeita de integrar grupo responsável por ataques a instituições financeiras

Dois homens foram presos e uma arma de fogo foi apreendida, durante uma ação realizada nessa quarta-feira (29), por policiais militares da equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), do Batalhão de Polícia de Choque. A dupla, suspeita de integrar um grupo especializado em praticar roubos contra instituições financeiras e de atuar no tráfico de entorpecentes, foi detida no bairro Castelão, Área Integrada de Segurança 07 (AIS07).
A equipe do Gate se deslocava pela Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, quando recebeu informações via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), de que um grupo suspeito, formado por três homens e uma mulher, estava reunido em um imóvel localizado no condomínio Cidade Sol. Com base na denúncia, os militares seguiram para o local indicado.
Ao chegarem ao condomínio, os agentes de segurança constataram, a partir de relatos, que um homem e uma mulher teriam se evadido do local, sendo ele em um veículo Toyota Corolla, de cor branca, e ela em um Ford Ecosport, de cor preta. Dando continuidade à ação, os PMs foram até o apartamento indicado, onde estariam outros dois integrantes do grupo. Os militares se identificaram na porta do imóvel e um deles viu quando uma arma foi atirada pela janela. Nesse momento, os policiais entraram e localizaram Felipe Miguel dos Santos (31), com passagens por roubo de veículo, crime de trânsito e tráfico de drogas; e Tiago Nunes de Alencar (31), com passagem por homicídio.
Após vistoria no imóvel, os policiais encontraram dois carregadores de pistola, um de calibre 380 e outro de calibre .40, ambos municiados; cartões de crédito, débito e de programas sociais como Bolsa Família, todos em nome de terceiros, o que indicava ser material fruto de roubo; e R$ 2.135,00 em espécie. Um automóvel modelo Corolla, de cor prata, de placas HQA-3387, que estava de posse dos dois indivíduos, também foi apreendido. Além do material, os militares seguiram até a casa da mãe de Felipe Miguel, no Centro de Pacajus, local onde estaria escondida a pistola .40, do carregador encontrado no condomínio. No entanto, a residência estava revirada e a arma não foi localizada.
Com base na ação, foi dada voz de prisão a Felipe Miguel e Tiago Nunes. Ambos foram levados, junto com o material apreendido, para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), onde foram autuados em flagrante por roubo e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. A Polícia Civil continua com as investigações, com o objetivo de capturar os demais envolvidos no grupo.

Fonte: SSPDS

Comente com Facebook