/Secretaria da segurança do Ceará planeja projeto-piloto de identificação digital em transporte público

Secretaria da segurança do Ceará planeja projeto-piloto de identificação digital em transporte público

A Secretaria da Segurança Pública planeja implementar, até março do próximo ano, um projeto-piloto para incluir o reconhecimento pela digital dos usuários de ônibus do transporte público. O município do Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza, deve ser a primeira cidade a receber o sistema. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (24) pelo delegado André Costa, secretário da Segurança Pública, durante reunião do Conselho de Segurança Pública do Ceará.

Conforme o secretário, a ação visa reduzir o número de assaltos a ônibus no estado. A Secretaria da Segurança se reunirá na próxima semana com a Prefeitura do Eusébio para discutir os detalhes sobre a implantação do sistema. Dependendo dos resultados do projeto-piloto, o sistema de reconhecimento pela digital pode ser adotado nos ônibus de Fortaleza, segundo informou o titular da Secretaria.

“Queremos que, até março, toda pessoa que ingressar no transporte gratuito do Eusébio cadastre sua digital. Ela só vai entrar no veículo com a digital reconhecida. É algo que a gente vai discutir com o Sindiônibus e que também poderá chegar à capital, que apresenta um problema sério com relação aos assaltos a ônibus, que também muito nos preocupa. Com isso, podemos evitar a presença dos bandidos nos ônibus”, comentou.

Sobre o aumento dos homicídios no Ceará, o secretário afirmou que falta investimento por parte do Governo Federal, principalmente no policiamento das fronteiras. Mais de 4 mil pessoas foram mortas neste ano, segundo dados da secretaria.

“Em um problema de segurança pública você não pode olhar o Ceará de uma forma isolada, pois há todo um contexto nacional. Nossos índices são ruins, mas tem estado com situação ainda pior. Temos investido, mas temos fragilidade, principalmente com relação às drogas, que hoje é o grande problema da segurança pública”, afirmou.

Investimento em tecnologia

Durante a reunião do Conselho de Segurança Pública do Ceará, foram apresentadas propostas principalmente na área de tecnologia. Empresas e consultores de outros estados do país apresentaram possíveis ações para o Ceará.

“Reconhecemos o esforço do Estado, mas esses projetos não têm surtido efeito, sem o apoio da Ciência Forense e sem o Apoio da Tecnologia aliada à Segurança Pública. Só viaturas e recursos humanos não vai resolver o problema da segurança no Ceará”, disse Leandro Vasques, presidente do Conselho.

 Outro problema discutido pelo conselho foi o uso do boletim de ocorrência. Leandro Vasques afirmou que na reunião foi proposto que os boletins deem um detalhamento em tempo real das ocorrências.

“Sabemos que o furto ocorreu, mas é preciso saber onde ocorreu e o que foi levado, de uma forma mais rápida. Dessa forma, a polícia pode atuar ali”.

A reunião do Conselho de Segurança foi realizada no Palácio Iracema, no Bairro Edson Queiroz. Foi a primeira vez que um secretário estadual da Segurança participou do evento. Comandantes da Polícia Militar, delegados e consultores de empresas de segurança nacionais e internacionais também participaram das discussões.

(G1)

Comente com Facebook