/Nova Russas: Por que os vices brigam

Nova Russas: Por que os vices brigam

Em Nova Russas, desde o período de transição da Ditadura para o período Democrático, o rompimento dos vices com seus prefeitos tem mantido o equilíbrio.  Os motivos são os mais variados e existe versões para ambos os lados.

Se não vejamos:

O vice prefeito de Nova Russas no governo do ex-prefeito Chico Rosa, foi seu Manuel Diogo. Os dois não concluíram o mandato juntos.

Acácio teve dois Vices e não chegou a romper com nenhum. O primeiro foi Adaberto Tavares e o segundo  Dioguinho, este último,  por dois mandatos.

Acácio navegou em águas tranquilas, a bem da verdade, naquele período os vereadores não tinham tanta influência no executivo, como nos dias atuais.

A ex-prefeita Iranede Veras teve como vice prefeito Hermenegildo Martins (Mocó), um ser humano extraordinário que vivia para servir ao próximo. Também não houve rompimento.

O roteiro político de Nova Russas passa a ter uma mudança de paradigma com a  eleição do ex-prefeito Marcos Alberto.que tinha como vice-prefeito Paulo Evangelista. Os dois não demoraram a romper e Paulo acabou assumindo a prefeitura.

Gonçalo Diogo também teve um rompimento com seu vice-prefeito Sérgio Brito. As relações ficaram estremecidas e o rompimento foi inevitável.

Como podemos perceber no período democrático três vice-prefeitos romperam, Manuel Diogo, Paulo Evangelista e Sergio Brito. E três não romperam, Adelberto, Mocó, e Dioguinho.

Assim, Junior Mano torna-se a pedra angular nessa estatística.

Escuta-se nos bastidores da política local que o atual vice prefeito Junior Mano, estaria insatisfeito por uma série de motivos. Dentre eles: o vice não estaria mais sendo consultado em nenhuma decisão política, que existiria um comando mais forte que o próprio prefeito, a falta de identidade do governo que foi eleito com grande aceitação popular por se tratar de dois jovens e virou uma salada política, onde quem mais ajudou e trabalhou está ficando de fora. Acordos políticos que não estariam sendo cumpridos, o município perdendo recursos por está inadimplente e principalmente com a melhoria na área da saúde que foi bandeira maior de campanha.

A eleição da Câmara pode ser o divisor de águas. Vamos aguardar!

(Ceara Noticias/ Reginaldo Silva)

,

Comente com Facebook