/TJCE, MP, Governo, Prefeitura e universidades promoverão campanha contra abuso sexual

TJCE, MP, Governo, Prefeitura e universidades promoverão campanha contra abuso sexual

A campanha contra o abuso sexual de mulheres começará no dia 29 deste mês, inicialmente com foco no transporte público coletivo de Fortaleza. Os detalhes da ação foram definidos nesta terça-feira (07/11), durante a segunda reunião das instituições envolvidas na mobilização, que tem à frente o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

No encontro, o presidente do TJCE, desembargador Gladyson Pontes, afirmou que a união de órgãos públicos e privados em prol da temática é essencial para o sucesso da campanha, idealizada a partir de iniciativa do Tribunal de Justiça de São Paulo. “Naquele Estado, apresentou-se como forma eficaz no combate ao abuso sexual, especialmente nos coletivos. Aqui, estou vendo, massivamente, representantes do Legislativo, Executivo, Judiciário, faculdades e empresas privadas, na busca por uma solução para esse grave problema social e levar conscientização a todos aos ambientes em que a mulher pode ser molestada.”

A vereadora Larissa Gaspar, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Fortaleza, destacou que é preciso combater a prática. “Não é um comportamento normal, aceitável. É um crime e precisa ser enfrentado. A nossa finalidade é encorajar a vítima a reagir e conscientizar o homem para a mudança de mentalidade. Vamos ampliar o debate sobre essa atitude machista e acabar com a cultura do estupro e de que a vítima é culpada.”

A coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres do Governo do Ceará, Camila Silveira, disse que a ação é “fundamental para aumentar a conscientização, que vai gerar o aumento de denúncias e a punição do agressor”.

Também participaram da reunião a desembargadora Lígia Andrade de Alencar Magalhães (presidente da Coordenadoria da Mulher do TJCE); juíza Rosa Mendonça (Juizado da Mulher de Fortaleza); delegada Renna Gomes (Polícia Civil); coronel Carvalho Moura (Polícia Militar); promotora de Justiça Flávia Unneberg (Ministério Público do Ceará); Davi Pacheco (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará – Sindiônibus); inspetora Cristiane Correia (Guarda Municipal de Fortaleza); professora Camila Colares (Universidade Federal do Ceará – UFC); professora Tereza Esmeraldo (Universidade Estadual do Ceará – Uece); professora Francilene Gomes (Defensoria Pública e Universidade de Fortaleza – Unifor); Robério Carmo (Centro Universitário Farias Brito); Eveline Lima (Centro Universitário Estácio); Mirna Siebra (Centro Universitário Christus); Cida Miguel (Bandeirantes Mídia Exterior) e Hermann Hesse (coordenador de Comunicação da Prefeitura de Fortaleza).

A CAMPANHA

Conscientizar a sociedade, encorajar a vítima a denunciar e reforçar que a atitude representa um crime, são os principais objetivos da campanha. A iniciativa será desenvolvida, inicialmente, no transporte coletivo da Capital, que concentra grande número de passageiros e profissionais do setor.

O lançamento será no dia 29. Equipes estarão nos terminais realizando o trabalho prático: distribuição de folders e esclarecimentos à população.

(TJ CE)

 

Comente com Facebook