/Tasso ajuda salvar Aécio

Tasso ajuda salvar Aécio

O  Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) ajudou a salvar o Senador Aécio Neves. Hoje (17),  o plenário do Senado Federal decidiu  por 44 votos a 26 derrubar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que estabeleceu recolhimento domiciliar noturno e afastamento do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Diante da ausência de pelo menos 11 senadores, aliados de Aécio ainda cogitaram  adiar a votação, mas, o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE),  manteve a data, uma vez que o quórum foi atingido.

 A primeira turma do STF determinou o recolhimento noturno do Senador e negou a prisão. O impasse foi criado e o  Senado entendeu que caberia à Casa validar a decisão. Estabelecido o impasse, o plenário do STF decidiu  que caberia ao Senado a decisão sobre o assunto, sempre que a medida cautelar impossibilitar o exercício do mandato legislativo. O STF, também decidiu  que a votação seria aberta.
Aécio contou com o apoio maciço das bancadas do PMDB e PSDB, além do presidente Michel Temer, que muito embora negue sua participação na operação salva Aécio.

O Senador Tasso Jereissati, que até aqui vinha mantenho uma postura irretocável, certamente prestará contas com o eleitorado cearense, nas eleições do ano que vem, uma vez que as autoridades políticas do nosso país, continuam apostando na memória curta dos nossos eleitores. Contudo, esquecem que as redes sociais tornaram-se uma grande arma contra esse mal que durante  décadas manteve o nosso povo nesse estado de amnésia prolongada. O vento da mudança aponta para as eleições de 2018.  Vai perder, quem pagar para ver!

Confira os nomes dos senadores que votaram para manter o mandato de Aécio Neves

Airton Sandoval (PMDB-SP)

Antonio Anastasia (PSDM-MG)

Ataídes Oliveira (PSDB-TO)

Benedito de Lira (PP-AL)

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Cidinho Santos (PR-MT)

Ciro Nogueira (PP-PI)

Dalirio Beber (PSDB-SC)

Dário Berger (PMDB-SC)

Davi Alcolumbre (DEM-AP)

Edison Lobão (PDMB-MA)

Eduardo Amorim (PSDB-SE)

Eduardo Braga (PMDB-AM)

Eduardo Lopes (PRB-RJ)

Elmano Férrer (PMDB-PI)

Fernando Coelho (PMDB-PE)

Fernando Collor (PTC-AL)

Flexa Ribeiro (PSDB-PA)

Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)

Hélio José (PMDB-DF)

Ivo Cassol (PP-RO)

Jader Barbalho (PMDB-PA)

João Alberto Souza (PMDB-MA)

José Agripino (DEM-RN)

José Maranhão (PMDB-PB)

José Serra (PSDB-SP)

Maria do Carmo Alves (DEM-SE)

Marta Suplicy (PMDB-SP)

Omar Aziz (PSD-AM)

Paulo Bauer (PSDB-SC)

Pedro Chaves (PSC-MS)

Raimundo Lira (PMDB-PB)

Renan Calheiros (PMDB-AL)

Roberto Rocha (PSB-MA)

Romero Jucá (PMDB-RR)

Simonte Tebet (PMDB-MS)

Tasso Jereissati (PSDB-CE)

Telmário Mota (PTB-RR)

Valdir Raupp (PMDB-RO)

Vicentinho Alves (PR-TO)

Waldemir Moka (PMDB-MS)

Wellington Fagundes (PR-MT)

Wilder Morais (PP-GO)

Zeze Perrela (PMDB-MG)

(Reginaldo Silva com informações do NBO)

Comente com Facebook