/ASSIM CAMINHA NOVA RUSSAS III: 80 ANOS DA PARÓQUIA. POR REGINALDO SILVA

ASSIM CAMINHA NOVA RUSSAS III: 80 ANOS DA PARÓQUIA. POR REGINALDO SILVA

Agora em 2017, a Paróquia de Nova Russas completa 80 anos.  A portaria que criou a paróquia do município foi assinada pelo então bispo de Sobral, Dom José Tupinambá da Frota em 15 de agosto de 1937.
A história religiosa do município não difere muito da historiografia nacional. Os jesuítas que faziam parte de uma ordem religiosa  católica chamada Companhia de Jesus, difundiram a fé pelo mundo inteiro. No chamado Novo Mundo, essa presença foi ainda mais marcante.
No Brasil criaram missões em torno de um regime que combinava trabalho e religiosidade. Os jesuítas ocuparam territórios e foram responsáveis pela fundação das primeiras instituições de ensino do Brasil colonial.
Eles tinham o apoio financeiro da Igreja e utilizaram a mão-de-obra indígena no desenvolvimento de atividades agrícolas. Isso fez com que a Companhia de Jesus acumulasse um expressivo montante de bens no Brasil. Fazendas de gado, olarias e engenhos eram administradas pela ordem. Após as guerras Guaraníticas, Marquês de Pombal ordenou a saída dos Jesuítas do país, mas, a semente já estava plantada por séculos de trabalho missionário.
A História  de Nova Russas está completamente imbricada com a evolução  religiosa do município. Conta a História oficial que depois de pertencer a vários proprietários, a fazenda Curtume passou ao domínio de Manuel de Oliveira Peixoto e sua mulher, D. Manuela Rodrigues de Oliveira, que, em 1876, fizeram doação do terreno para a constituição de patrimônio da capela de Nossa Senhora das Graças, ou seja, a cidade nasce  de uma doação para a padroeira do município.
O nome da cidade também sofre influência do aspecto religioso, a mesma foi batizada por um vigário.  Padre Joaquim Ferreira de Castro  deu o nome de Nova Russas em referência e homenagem a sua terra natal, Russas. A elite política e econômica aos poucos foi ocupando os espaços urbanos em torno da Igreja.
Das terras doadas ao patrimônio de Nossa Senhora das Graças, surge a Igreja Matriz e consequentemente a paróquia,  em 15 de agosto de 1937,  por ato de Dom José Tupinambá da Frota.  O primeiro pároco a ser designado para o município foi o vigário Francisco Ferreira de Moraes.
Em 2017, a Paróquia de Nova Russas comemora os 80 anos com o tema: “Com Maria celebramos o ano Mariano e os 80 anos de caminhada e evangelização.
Vale salientar  a importante contribuição dada por alguns personagens que marcaram a vida religiosa de Nova Russas ao longo desses anos. Padre Leitão contribuiu muito no campo religioso, econômico e educacional do município, sendo também um dos maiores responsáveis pela beleza e exuberância do atual formato da igreja Matriz de Nova Russas. Padre Miguel, implantou as comunidades de base dando atenção maior aos pobres da periferia, incentivando-os a participação na vida política e envolvimento na transformação social do município.
Em primeiro de abril de 1981, a torre da igreja desaba, mas em pouco tempo é reconstruída com a ajuda da comunidade.
Ainda tivemos o Padre Paco, o mais franciscano que já passou pela paróquia. Padre Osmar Alves Flor, mantinha um estilo próprio, mais reflexivo, incentivava aos fiéis a libertação pela palavra e pelo conhecimento, foi em sua gestão que a paróquia realizou uma das mais belas festas de Agosto de toda sua história em comemoração aos 60 anos da  fundação paroquial.
Padre Geraldinho construiu o Arco em homenagem a Nossa Senhora, padre Maurício voltou a celebrar no município após  25  anos,  Padre Messias contribuiu com a formação de novas comunidades católicas e agora cabe ao Padre Anderson e Zacarias darem continuidade a evolução da religião católica no município.
 Finalizamos o texto com essa obra prima. A letra do Hino de Nossa Senhora das Graças:
Foto de Getúlio A. Oliveira.

 

 

Comente com Facebook