/DATAFOLHA: SÓ MORO BATE LULA EM UM EVENTUAL SEGUNDO TURNO

DATAFOLHA: SÓ MORO BATE LULA EM UM EVENTUAL SEGUNDO TURNO

A pesquisa Datafolha foi realizada entre os dias 21 e 23 de junho, com 2.771 pessoas, em 194 cidades. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

A pesquisa traz Lula(PT)  liderando em todos os cenários no primeiro e segundo turno. Com uma única exceção, perderia em um eventual segundo turno para Sérgio Moro. Moro teria 44 pontos contra 42 de Lula.

Lula ainda empataria com Maria, 40 pontos percentuais cada um.

Outro fator interessante é que Ciro(PDT) bateria Dória (PSDB) numa eventual disputa de 2º turno entre os dois. Ciro teria 34 e Dória 32 pontos percentuais.

Quando Lula deixa o cenário, Marina(Rede) ganha a maioria dos votos do petista e bate os demais candidatos.

Lula  também lidera outro cenário,  o da rejeição. Ele tem 46 pontos de rejeição seguido de Alckmim(PSDB) com 34 e Bolsonaro (PSC) com 32.

Lula  manteve a liderança  30% da preferência do eleitorado, à frente da ex-ministraMarina e do deputado Bolsonaro, que aparecem empatados com 15%, de acordo com pesquisa divulgada nesta segunda-feira.

Em cenário tendo o prefeito de São Paulo,  Dória, como candidato do PSDB, Lula passou de 31% em abril para os atuais 30%, enquanto Bolsonaro foi de 13% para 15 e Marina saiu de 16 para 15%. O tucano aparece em quarto lugar, com 10%, um ponto acima do levantamento anterior.

Lula também alcança os 30% de preferência do eleitorado quando o governador paulista, Geraldo Alckmin, substitui Dória como concorrente do PSDB. Nesse cenário, Bolsonaro fica um ponto à frente de Marina, 16 a 15%, e o tucano aparece com 8 pontos. Bolsonaro sobe ante os 5% de levantamento realizado em dezembro de 2015, enquanto Marina cai dos 24% que possuía.

Em simulações para o 2º turno, Lula vence Alckmin (45 a 32%), Doria (45 a 34) e Bolsonaro (45 a 32), mas empata com Marina (40 a 40), de acordo com o Datafolha. Em uma eventual disputa entre Marina e Bolsonaro, a ex-ministra venceria por 49 a 27%.

(Reginaldo Silva, com informações da Folha, Veja e Brasil 247)

 

Comente com Facebook