/Deputados estaduais Silvana Oliveira e Leonardo Araújo trocam insultos, ameaças no WhatsApp

Deputados estaduais Silvana Oliveira e Leonardo Araújo trocam insultos, ameaças no WhatsApp

Nesse fim de semana, um grupo de WhatsApp, denominado “Deputados CE” e formado por cerca de 50 parlamentares estaduais e federais, virou arena para uma verdadeira briga, neste fim de semana. Com direito a insultos, ameaças, evocações à Bíblia, ao Código Penal e à ética, o duelo verbal foi travado pelos deputados peemedebistas Silvana Oliveira e Leonardo Araújo.
Antes, na manhã de sexta-feira, 9, enquanto Silvana era entrevistada por jornalistas no hall de entrada do Plenário da Assembleia, Leonardo iniciou a peleja bradando contra a parlamentar, dizendo que ela havia sido ‘cooptada” pelo governo, a partir de uma manobra que levou a ocupar a liderança do bloco PSD-PMB-PMDB.
O deputado Leonardo Araújo chegou a denunciar que Silvana teria sido cooptada para tirá-lo da liderança do bloco, desalojando oposicionistas como ele e Odilon Aguiar (PMB), da titularidade em importantes relatorias de Comissões da Casa (Orçamento e Constituição, Justiça e Redação).
O parlamentar, inclusive, pede a expulsão dos deputados Audic Mota e Agenor Neto, do PMDB, por estarem alinhados ao governo. O placar no bloco, hoje, é de seis a quatro, com a chegada de Silvana à condição de líder e a volta de Osmar Baquit (PSD) à Casa, para votações estratégicas de interesse do governo. Ele era o secretário da Agricultura, Pesca, Aquicultura do Estado até a semana passada e reassumiu cadeira.
O fato provocou a destituição de Leonardo da liderança do bloco, sua substituição por Baquit na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e, consequentemente, na relatoria da polêmica PEC que extingue o TCM.

(Blog do Eliomar)

 

Comente com Facebook