/Quadrilha armada ataca banco e destacamento policial em Icapuí

Quadrilha armada ataca banco e destacamento policial em Icapuí

Grupo armado formado por entre dez a 15 homens atacou uma agência do Banco do Brasil e o destacamento policial da cidade, em Icapuí, na madrugada desta quarta-feira, 8. Os suspeitos se dividiram para explodir o cofre do banco e atirar contra o prédio da Polícia Militar do município, fugindo em vários carros em direção ao Rio Grande do Norte. As informações são do Comando de Policiamento do Interior (CPI).

A ação foi iniciada por volta de 1h10min, quando os suspeitos chegaram na cidade em camionetes, que a PM identificou preliminarmente como sendo uma Hilux e uma Amarok. Outros veículos teriam sido utilizados pelos suspeitos para dar suporte à fuga, mas os modelos não foram identificados.

O comandante de Policiamento do Interior Sul, coronel Francisco Souto, informou que a ação foi provavelmente realizada por uma quadrilha interestadual, e o caso está sendo investigado em conjunto com a Polícia Civil do Rio Grande do Norte. “Atiraram contra a unidade de segurança, chegando a danificar vidraça e uma viatura que estava estacionada. No momento, apenas dois policiais estavam no local e não foi possível reagir”, explicou.

Os suspeitos utilizaram ferramentas para abrir as portas do banco e, com dinamites, explodiram o cofre do local. A ação durou cerca de 30 minutos, e a quantia levada ainda não foi calculada pelo banco.

Foi solicitado reforço policial das cidades próximas, como Russas, Aracati, e Beberibe, além de Limoeiro do Norte. Na fuga, os criminosos ainda deixaram arames metálicos para impedir a perseguição policial, e algumas viaturas tiveram pneus furados, conforme Souto.

As buscas estão em andamento, com apoio ainda de equipes do Comando Tático Motorizado (PMCE), Grupamento de Ações Táticas Especiais, Batalhão de Divisas e Batalhão de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio). “Foi uma ação de profissionais, tanto pelo armamento como pelas estratégias. Planejaram muito bem, mas já estamos trabalhando para dar uma reposta, identificar e prender esses suspeitos”, frisa o coronel Souto.

Uma moradora, que prefere não se identificar, contou que o clima na cidade é de tensão desde a madrugada, quando os barulhos de tiros começaram a ser ouvidos. “Eu moro entre a delegacia e o banco, na esquina da minha rua tem um vigia. Ele correu, mas ainda foi feito refém na ação e só liberaram depois. Todo mundo está muito assustado, ninguém dormiu”, disse ao O POVO Online.

A Hilux utilizada pelos criminosos já foi localizada pela Polícia em Tibau do Sul, no Rio Grande do Norte. O carro foi abandonado com algumas ferramentas e moedas, ainda segundo o comandante de Policiamento do Interior.

Ataques
Com esse ataque, subiu para 16 o número de ataques a bancos no Estado neste ano.No Ceará, são três ataques a bancos por mês.

(O Povo)

 

Comente com Facebook