/Nova Russas: Ministério Público vai investigar municípios que decretaram “Estado de Emergência”. Por Reginaldo Silva

Nova Russas: Ministério Público vai investigar municípios que decretaram “Estado de Emergência”. Por Reginaldo Silva

Nova Russas e mais de 50 municípios cearenses serão investigados pela  Procap por  decretaram ” Estado de Emergência”. Uma parceria entre  o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o Ministério Público irão fazer um acompanhamento desse tipo de conduta que costuma ser usado para dispensa de licitação.

Hoje, 13, pela manhã, os conselheiros se reuniram com a procuradora Vanja Fontenele, da Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap) para fazer um levantamento dessa situação.

Em relação a Nova Russas, se faz necessário uma explicação para o população sobre os principais motivos que levaram a decretar o Estado de Emergência, uma vez que os atuais gestores receberam a prefeitura com o pagamento dos funcionários em dia e órgãos administrativos  funcionando. Não existe um quadro visível que justifique tal situação.

Nova Russas não está em grave crise econômica, no mês de janeiro houve um aumento das receitas, os serviços essenciais como saúde, educação estavam funcionando. A limpeza da cidade que está sendo feita, por si só, não justifica o quadro de emergência, uma que vez o quadro efetivo da administração, estando em dia com seus salários e com as máquinas e equipamentos da própria prefeitura seria possível realizar esse trabalho de limpeza pública.

Se houve algo de mais grave que a população não tomou conhecimento, a equipe de transição responsável para elaborar um relatório sobre a real situação do município, nunca tornou público esse documento. Portanto, essa justificativa para a população sobre os reais motivos que levaram a decretar o Estado de Emergência é o mínimo que a atual gestão deveria fazer, caso deseje fazer uma administração transparente,  já que a equipe de transição não deu publicidade ao diagnóstico do município que deveria constar no relatório final.

Comente com Facebook