/Monsenhor Tabosa comemora 65 anos de emancipação política

Monsenhor Tabosa comemora 65 anos de emancipação política

Há 65 anos (22 de novembro de 1951), Monsenhor Tabosa, era definidamente desmembrado do município de Tamboril, por força da Lei 1.153, assinada pelo então governador, Dr. Raul Barbosa, e elevado à categoria de município.

A primeira eleição para prefeito e vereadores, aconteceu em 04 de outubro de 1954, com posse dos eleitos em 25 de março de 1995, a partir daí o município passou a ter suas Leis e vida própria.

Ao longo desse período foram realizados 16 processos eleitorais, o atual gestor do município é o médico Francisco Jeová Sousa Cavalcante (34) anos, que foi reeleito no ultimo dia 02 de outubro com 54,89% dos votos.

Localizado no Sertão de Crateús, distante 310km da capital Fortaleza, Monsenhor Tabosa é conhecido pelo seu clima afável, pela sua gente ordeira e hospitaleira. Ainda tímido o município tem experimentado certo desenvolvimento em algumas áreas, ganhou pavimentação asfáltica em quase todas as ruas, Unidades de Saúde, Quadra de Esportes, e está em andamento sua maior obra, a Escola Técnica Profissionalizante, no valor de R$: 11 milhões.

ÁREA E DIVISÃO TERRITORIAL

Possui uma área de aproximadamente 195,4km2 fazendo limites com os municípios de: Boa Viagem, Santa Quitéria, Catunda, Tamboril e Independência. O atual topônimo é uma homenagem póstuma ao virtuoso “Apóstolo do Catecismo” – Monsenhor Antonio Tabosa Braga, nome dado ao município “Monsenhor Tabosa”, através do Decreto – Lei n.º 38, de 22 de julho de 1935; Gentílico (taboense).

Em divisão territorial datada de 31/12-1963, o município é constituído de 3 distritos: Monsenhor Tabosa (sede), Barreiros e Nossa Senhora do Livramento.

PREFEITOS DE MONSENHOR TABOSA
(01º) 1955 a 1958 – Joaquim Américo Bezerra
(02º) 1959 a 1962 – Honório Teixeira Melo
(03º) 1963 a 1966 – Luiz Alves de Mesquita
(04º) 1967 a 1970 – Valdemar Dias Cavalcante
(05º) 1971 a 1972 – José Frota Pinto
(06º) 1973 a 1976 – Valdemar Dias Cavalcante
(07º) 1977 a 1982 – Lílio Gentil Leitão
(08º) 1983 a 1988 – Valdemar Dias Cavalcante
(09º) 1989 a 1992 – José Araújo Souto
(10º) 1993 a 1996 – Francisco Jeová Madeiro Cavalcante
(11º) 1997 a 2000 – José Araújo Souto
(12º) 2001 a 2004 – José Araújo Souto
(13º) 2005 a 2008 – Francisco Jeová Madeiro Cavalcante
(14º) 2009 a 2012 – José Araújo Souto
(15º) 2013 a 2016 – Francisco Jeová Sousa Cavalcante
(16º) 2017 a 2020 – Francisco Jeová Sousa Cavalcante

COMEMORAÇÃO

Para comemorar esta data, o município preparou para as 19 horas desta terça-feira (22), na Praça Central, exposição com algumas riquezas da terra: artesanato, culinária, peças produzidas a partir de material reciclado, apresentações culturais e show de talentos.

(Página Aberta)

Comente com Facebook