/Em nota, Ciro esclarece que agiu em defesa do irmão no caso da discussão com manifestantes

Em nota, Ciro esclarece que agiu em defesa do irmão no caso da discussão com manifestantes

Em vídeos registrados nas redes sociais, Ciro manda manifestantes “estudarem história” e diz que o ex-presidente Lula “é um merda”. “Quando alguém é um merda, a gente representa para a Polícia, faz o devido papel legal, respeita o direito das pessoas, não vem de madrugada assustar uma pessoa indefesa porque vocês são covardes, fascistas”, diz Ciro em referência ao episódio envolvendo o irmão.

Em atenção à opinião pública, esclarecemos:

O ex-ministro Ciro Gomes foi surpreendido na madrugada desta quinta-feira (17) com a notícia de que seu irmão, o ex-governador Cid Gomes, que atualmente não ocupa nenhum cargo público, estava sendo agredido, insultado e ameaçado fisicamente na porta de sua casa. Ciro agiu, então, como qualquer cidadão deveria agir em casos de violência: foi até o local para defender os direitos e a integridade de seu irmão.

O direito de se manifestar se limita ao que determina a democracia. Qualquer violência, abuso ou cerceamento de liberdades de um grupo contra qualquer cidadão tem um nome: fascismo.

Ciro Gomes e Cid Gomes estão preocupados com o gravíssimo momento que vive o Brasil e lutam para garantir que o estado democrático de direito não seja violentado e que o Brasil reencontre o caminho para o seu desenvolvimento”.

Comente com Facebook