/Safra de café deve ser a segunda maior da história

Safra de café deve ser a segunda maior da história

Safra de 2016 deverá ficar entre 49,13 milhões e 51,94 milhões de sacas, conforme estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Área plantada chegou a 2,5 milhões de hectares

A produção brasileira de café da safra 2016 deverá ficar entre 49,13 milhões e 51,94 milhões de sacas do produto beneficiado. Se considerada a média de produção (50,5 milhões), esta pode ser a segunda maior safra da história, ficando atrás apenas da safra de 2002 (50,8 milhões). A previsão indica acréscimo de 13,6% a 20,1% em relação à produção de 43,24 milhões de sacas obtidas em 2015. Cada saca tem 60 quilos. Os dados são da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

 

A Conab informa que este é um ano de alta bienalidade para o café. A característica dessa cultura faz com que a planta obtenha melhores rendimentos em anos alternados, especialmente o café arábica, independe de tratamento do solo ou de outras ações tecnológicas.

 

Assim, esta primeira estimativa mostra crescimento de 17,8% a 24,4% na produção de arábica, que abrange 76,5% do total de café produzido no Brasil. A Conab estima que sejam colhidas entre 37,74 milhões e 39,87 milhões de sacas. O resultado deve-se principalmente ao aumento de 67,6 mil hectares da área em produção, à incorporação de áreas que se encontravam em formação e renovação e às condições climáticas mais favoráveis.

 

A produção do café conilon, que representa 23,2% do total, é estimada entre 11,39 e 12,08 milhões de sacas, com crescimento entre 1,8 e 8% em relação à safra 2015. Esse resultado se deve, sobretudo, à recuperação da produtividade nos estados do Espírito Santo, Bahia e em Rondônia, bem como ao maior uso de tecnologias.

 

Área

A Conab também informa que a área total plantada no País com café chegou a 2,25 milhões de hectares, praticamente a mesma cultivada em 2015. Desse total, 271 mil hectares (12,1%) estão em formação e 1,98 milhão de hectares (87,9%), em produção. A área plantada do café arábica soma 1,78 milhão de hectares, o que corresponde a 79,2% da área existente com lavouras de café. Para a nova safra, estima-se crescimento de 0,8% (13,4 mil hectares). Minas Gerais concentra a maior área com a espécie (1,2 milhão de hectares), correspondendo a 67,8% da área ocupada com café arábica, em nível nacional. Para o café conilon o levantamento indica redução de 2,9% na área estimada em 468,2 mil hectares. Desse total, 430 mil hectares estão em produção e 38,1 mil hectares, em formação. No Espírito Santo, está a maior área (286,4 mil hectares), seguido de Rondônia, com 94,6 mil hectares, e da Bahia, com 48,6 mil hectares. (Folhapress)

 

Comente com Facebook