/Por ‘números e estatísticas’, Dunga coloca Neymar acima de Messi e Cristiano Ronaldo

Por ‘números e estatísticas’, Dunga coloca Neymar acima de Messi e Cristiano Ronaldo

Neymar é, atualmente, o melhor jogador do mundo. Ao menos é essa a opinião do técnico da seleção brasileira, Dunga, que usou os “números e estatísticas” para colocar o brasileiro acima de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, na Arena Corinthians.

“Se nós fizermos por números, estatística, o Neymar está demonstrando aproveitamento superior. Messi machucou recentemente; Ronaldo, pelo ano anterior, a gente tem uma cobrança muito grande para que ele repita; e o Neymar vem em um crescimento constante. Tem correspondido a expectativa.”

Neymar fará sua estreia com a seleção brasileira nas eliminatórias para a Copa do Mundo, depois de cumprir suspensão nos dois primeiros jogos, ainda pela expulsão contra a Colômbia na Copa América. Dunga comemorou o retorno, mas sempre fazendo questão de ressaltar a importância do grupo.

“Ter os melhores jogadores sempre é bom. É importante o retorno dele e esperamos que ele possa contribuir com os demais jogadores e que faça um bom jogo”, disse Dunga, que abriu a entrevista coletiva já tendo que responder sobre o atacante do Barcelona.

Pouco depois, o técnico foi perguntado se seu time seria Neymar mais dez. “É Neymar e mais 22. Você não ganha só com um time. Se a gente pensar assim, nos primeiros jogos, como seria?”, rebateu, até ter que responder sobre o golaço anotado pelo brasileiro no fim de semana, contra o Villarreal.

“Pensei: por que não faz comigo”, brincou. “Essas coisas fazem o futebol bonito. Um gol plástico. Mas como diria o Dadá: gol é gol. É o importante. Se for bonito, melhor ainda.”

Do lado argentino, claro, Neymar deve causar preocupação. Até porque o treinador do time alviceleste é Tata Martino, que trabalhou com Neymar no Barcelona. Dunga, no entanto, não crê que o passado do técnico influencie no trabalho para conter o brasileiro no duelo desta quinta.

“Todos os treinadores conhecem os melhores jogadores. Lógico que ele teve um convívio com o Neymar, mas, se tratando desses jogadores, você nunca sabe o que ele vai fazer. Até sabe, mas não o momento. São jogadores que tem uma criatividade fantástica.”

Argentina e Brasil se enfrentam nesta quinta-feira, às 22h (de Brasília), no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. Sem Neymar, a seleção verde e amarela estreou nas eliminatórias com derrota diante do Chile e vitória sobre a Venezuela – os argentinos perderam para o Equador e empatou com o Paraguai.

Comente com Facebook