/Uruburetama: professor condenado a 18 anos de prisão acusado de estuprar sete alunas

Uruburetama: professor condenado a 18 anos de prisão acusado de estuprar sete alunas

O professor Ethelson Teles Sousa Alves foi condenado a 18 de prisão por crimes de estupro de vulnerável praticado contra sete alunas de uma escola do Município de Uruburetama (a 127 km da Capital). A decisão é do juiz Francisco Marcello Alves Nobre, em respondência pela Vara Única da Comarca.
Segundo o magistrado, existem elementos suficientes nos autos que comprovam o crime, ou seja, “a materialidade e a autora delitiva estão provadas pela instrução processual”.
Também destacou que, “por não deixar vestígios a prática de ato libidinoso, sendo este crime classificado dentre aqueles que não se exige obrigatoriamente o exame pericial, sendo suficiente que a palavra da vítima esteja em harmonia com o conjunto probatório, o que se encontra presente nos autos”.
De acordo com denúncia do Ministério Público do Ceará (MP/CE), oferecida em novembro de 2012, o educador teria cometido atos libidinosos contra sete crianças, com idades entre dez e 12 anos. Os crimes ocorreram dentro de uma escola do município onde as vítimas estudavam. Em depoimento, o réu negou os crimes.
Ao julgar o processo (n° 5088-11.2012.8.06.0178) no último dia 25 de setembro, o juiz determinou que a pena seja cumprida em regime inicialmente fechado. A decisão foi publicada no Diário da Justiça nessa sexta-feira (16/10).

(TJ-CE)

Comente com Facebook